quarta-feira, maio 22, 2024

Parceria incentiva a acessibilidade digital

Compartilhar

O mês da Língua Brasileira de Sinais (Libras), comemorado em abril, é um marco que permite a reflexão sobre o que está sendo feito para adotar iniciativas mais inclusivas, seja dentro ou fora das organizações. Por isso, a Sodexo, empresa de alimentação corporativa e facilities, conta com a parceria da Hand Talk, startup pioneira no uso de inteligência artificial para acessibilidade digital, para levar acessibilidade em Libras para seus sites.

Todas as pessoas que acessam os sites da Sodexo, externo ou interno, voltado para seus colaboradores, encontram a Maya, que traduz os conteúdos para a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Desde a implantação do sistema, mais de 14 mil palavras foram traduzidas. Com mais de 2 mil colaboradores PcD e atendendo mais de 1,5 milhão de consumidores diariamente, a Sodexo investe constantemente em diversas iniciativas para prover a todos um ambiente mais acolhedor e inclusivo e já conquistou reconhecimentos, como o Selo Municipal de Direitos Humanos, em São Paulo, por ter aprimorado a experiência de pessoas com deficiência auditiva em diferentes níveis por meio da Maya, sejam eles clientes, parceiros, fornecedores e colaboradores, bem como a sociedade de uma forma geral.

A gerente de Diversidade, Equidade & Inclusão da Sodexo, Lilian Rauld, defende que a acessibilidade digital deve ser pauta em todas as organizações e, acima de tudo, fundamental para uma sociedade mais inclusiva. “Temos interesse em nos tornar cada vez mais digitais e sempre estamos buscando parceiros que nos tragam novidades que agreguem valor para o nosso negócio. A Hand Talk se mostrou a parceira ideal para a construção de toda a jornada de implementação da solução na organização. Iniciativas assim nos ajudam a aumentar o engajamento e o sentimento de pertencimento, mas também criam uma conexão única e genuína com as pessoas, que são parte imprescindível do nosso negócio”, conta Rauld. 

Ronaldo Tenório, cofundador e CEO da Hand Talk, comenta que não é apenas sobre implementar a ferramenta, mas criar uma jornada de acessibilidade digital para que o assunto se torne parte da rotina da empresa. “Nossa parceria com a Sodexo mostra como existem empresas que, genuinamente, estão interessadas no tema dentro da agenda de DE&I e que buscam ampliar isso para outras frentes do negócio”, explica o executivo. 

Acessibilidade digital ainda é desafio para 54% das empresas

O Panorama da Acessibilidade Digital, estudo realizado pela Hand Talk, mostra como as empresas ainda precisam construir uma cultura de acessibilidade para torná-la parte dos negócios. Mesmo com as lacunas, o pilar social é prioridade para 79% das organizações. 

A pesquisa também apresenta quais são os principais déficits sobre o assunto: mais de 61% das empresas não realizam cursos relacionados às iniciativas de acessibilidade digital e 42% não contratam especialistas sobre o tema ou em DE&I. 

Leia Mais

Outras Notícias