sábado, julho 13, 2024

Fundos de investimento ESG: por que estão em alta no mercado financeiro?

Compartilhar

Nos últimos anos, os fundos de investimento ESG têm atraído a atenção de investidores que buscam não apenas retornos financeiros, mas também impacto positivo para a sociedade e o meio ambiente. Este crescimento reflete uma mudança significativa no comportamento dos investidores, que estão cada vez mais conscientes da importância de práticas sustentáveis e responsáveis nas empresas em que investem.

Os fundos de investimento ESG são aqueles que selecionam empresas com base em critérios ambientais, sociais e de governança. Isso significa que, além de analisarem o desempenho financeiro das empresas, esses fundos também consideram como elas gerenciam questões como emissões de carbono, responsabilidade social corporativa e práticas de governança.

De acordo com o especialista em ESG, Gustavo Loiola, o crescimento desse mercado é um fenômeno global. “No mundo inteiro, incluindo o Brasil, a expectativa em torno dos investimentos sustentáveis tem crescido. Nos Estados Unidos, por exemplo, essa tendência é impulsionada de baixo para cima, com investidores ativistas e institucionais liderando a discussão. Já na Europa, o movimento é mais top-down, com iniciativas governamentais influenciando os mercados”, afirma Loiola.

No Brasil, a discussão sobre sustentabilidade é bastante influenciada por mercados estrangeiros mais maduros, como a União Europeia. “Como o Brasil exporta para esses mercados, há uma necessidade crescente de adotar práticas sustentáveis para atender a essas demandas. As próprias empresas brasileiras têm direcionado capital para investimentos verdes”, acrescenta.

O especialista ressalta que uma das vantagens dos fundos ESG é a visão de longo prazo. “A transição para uma economia mais sustentável requer financiamento, e é aí que os fundos ESG desempenham um papel fundamental”, diz. “Hoje, muitas oportunidades de Green Investments e Green Finance estão focadas na transição para uma economia de baixo carbono. Isso inclui investimentos em energias renováveis, eletrificação e empresas que adotam critérios ESG”, explica.

Apesar dos desafios ainda existentes, como a necessidade de critérios claros e a solidificação de uma mentalidade de longo prazo dos investidores, os fundos ESG oferecem uma oportunidade única para alinhar retornos financeiros com impacto positivo no mundo. “À medida que o interesse por esses investimentos cresce, é provável que veremos uma mudança contínua no mercado financeiro, com práticas sustentáveis se tornando cada vez mais fortes”, complementa Gustavo Loiola.

Leia Mais

Outras Notícias