sábado, julho 13, 2024

Porto do Açu divulga 4º Relatório de Sustentabilidade

Compartilhar

Lançado nesta terça-feira, 2 de julho, o quarto Relatório de Sustentabilidade da Porto do Açu Operações destaca os avanços alcançados em 2023 nas áreas ambiental, social e de governança.

A companhia apresentou relevantes resultados ambientais, como a redução da pegada de carbono e hídrica: 28% na pegada de carbono da empresa, resultado da implementação do Plano de Descarbonização, com iniciativas de redução de emissões nas suas operações e atividades, e 62% no uso de fontes alternativas de água, resultado dos investimentos em resiliência hídrica.

A conquista da certiticação internacional EcoPorts, pela segunda vez, foi outro grande marco para o Porto do Açu na área ambiental. O selo reforçou o compromisso do Açu para o desenvolvimento de um porto de classe mundial, comprometido com as melhores práticas ambientais, formalizadas em sua política de sustentabilidade.

Em 2023, o Terminal Multicargas, operado pela empresa, movimentou 2,1 milhões de toneladas, volume 33% superior ao registrado em 2022, e alcançou redução de 56% no índice de geração de resíduos, 19% nas emissões específicas de CO2 e aumento de 78% no reuso de água.

Na Reserva Caruara, maior unidade de conservação de restinga privada do país, criada e mantida de forma voluntária pelo Porto do Açu, foram restaurados mais 53 de hectares de área degradada, totalizando até o momento 1.322 hectares reflorestados com vegetação nativa. As pesquisas científicas continuam crescendo e já somam 49 ao todo. Esses números mostram a importante contribuição do Porto na conservação da biodiversidade da região. Além disso, com as atividades do Centro de Visitantes, aberto ao público ao longo do ano de forma gratuita, o Porto promove ações de educação ambiental e turismo sustentável que em 2023 recebeu 17,8 mil visitantes e 172 escolas.

O Programa de Conservação das Tartarugas Marinhas, realizado em parceria com a Fundação Tamar e mantido por empresas do Porto, registrou nos últimos 15 anos um total de 22,4 mil ocorrências reprodutivas, com nascimento de 1,3 milhão de novos filhotes.

O Relatório de Sustentabilidade do Porto do Açu destaca, ainda, que em 2023 89% da mão de obra atual foi ocupada por moradores locais, de São João da Barra e Campos dos Goytacazes, e 20% das contratações realizadas pela companhia são com fornecedores desses municípios. Além disso, cerca de 58 famílias de agricultores de São João da Barra e 291 sanjoanenses participaram das ações de desenvolvimento e qualificação promovidas pela empresa, 60 jovens foram capacitados pelo programa Jovens Empreendedores, promovido pela segunda vez na região, e 2.780 pessoas foram beneficiadas pelo programa de voluntariado do Açu: o Abraçu.

Outro importante resultado está no avanço da agenda de Diversidade e Inclusão: 38% dos cargos da companhia são ocupados por mulheres, com o mesmo percentual na liderança, o que representa um aumento de 20%. Em 2023, o Açu foi destaque na premiação Great Place to Work (GPTW), como uma das empresas com melhor ambiente de trabalho para mulheres, ocupando 18º lugar no ranking nacional das 100 melhores empresas.

“Seguimos investindo no nosso capital humano, reconhecendo-o como nosso recurso mais valioso. Mantivemos nossos esforços na consolidação de uma cultura corporativa robusta, promovendo um ambiente de trabalho seguro, ético, diversificado e equitativo”, avalia Eugenio Figueiredo, CEO do Porto do Açu.

A quarta edição do relatório também registra a consolidação do porto-indústria como importante vetor para o desenvolvimento econômico do Rio de Janeiro. Em 2023, a companhia assinou importantes contratos, como o de prestação de serviços de pré-desmantelamento com a Petrobras, passo importante para consolidação do Açu como hub de descomissionamento sustentável, e obteve a Licença Prévia para o estabelecimento do hub de hidrogênio e derivados de baixo carbono. Além disso, firmou parcerias estratégicas para o desenvolvimento de projetos de energias renováveis, fertilizantes e aço de baixa emissão de carbono.

Em 2023 foram 6.377 acessos marítimos ao Porto, um aumento de 20% em relação ao ano anterior. Com relação ao volume de cargas movimentadas, o Açu fechou o ano com novo recorde: foram 84,6 milhões de toneladas movimentadas, um aumento de 27%. Com um crescimento médio de 32% ao ano desde o início das operações, o Porto demonstra expressivo e sólido desenvolvimento.

“O ano de 2023 foi marcado por importantes avanços e conquistas da nossa jornada ESG. Demos passos firmes no desenvolvimento de um porto-indústria competitivo com infraestrutura integrada e sustentável, em consonância com nossas práticas ambientais, sociais e de governança, que estão em constante amadurecimento”, conclui Eugenio Figueredo.

Leia Mais

Outras Notícias