sexta-feira, julho 12, 2024

DHL Supply Chain assume logística da Gooxxy para recolocar produtos que seriam descartados

Compartilhar

A recolocação de produtos é um modelo de economia circular que tem colaborado na agenda de ESG das empresas que buscam reduzir o desperdício e gerar um significativo impacto socioambiental. O modelo também contribui diretamente com o impacto financeiro para as companhias, convertendo os custos de descarte em uma alternativa de geração de receita, envolvendo o ecossistema de negócios de consumo. Em ambos os casos, a logística mantém um papel fundamental de fazer o produto chegar ao seu novo destino de forma adequada.

Auxiliando a levar esse conceito ainda mais longe no Brasil, a DHL Supply Chain, líder global em armazenagem e distribuição, fechou uma parceria de logística com a Gooxxy, empresa especializada em soluções sustentáveis, visando a expansão. A parceria é para a logística de recolocação dos produtos secos (não perecíveis).

A Gooxxy tem como atuação o combate ao desperdício no planeta, por meio da sua solução de tecnologia. A solução da Gooxxy é baseada em Inteligência Artificial que analisa e busca o melhor cliente comprador dos itens que precisam ser recolocados no mercado, por meio da integração de informações sobre o estoque disponível. Em 2023, a companhia gerou com a recolocação mais de R$ 1 bilhão de receita no mercado, por meio de mais de 5.300 toneladas de produtos que não foram descartados e esse total equivale a 5,7 milhões de refeições. O processo também evitou o uso de mais de 7,6 milhões de metros cúbicos de água no descarte e a emissão de 3.788 toneladas de CO² na atmosfera.

A DHL Supply Chain é responsável pela coleta na indústria e recepção dos lotes, armazenagem temporária, expedição dos produtos em pedidos menores e o transporte rodoviário no Estado de São Paulo (last mile até o revendedor). Essa operação utiliza um fullfilment center da DHL em Jandira e tem o plano de expansão regional ainda em 2024 na América Latina.

“Este projeto tem um forte caráter sustentável ao dar vida nova a itens que em muitos casos seriam descartados. E a logística, justamente, fecha este ciclo conectando de forma eficiente e ágil as partes. Além disso, a recolocação de produtos no mercado se conecta com a tendência de crescimento do recommerce globalmente e também na América Latina. A busca por alternativas de canais de vendas secundários para indústrias e varejistas traz um impacto significativo na redução do desperdício e no acesso aos produtos pela população”, afirma Giovanna Maurício, Gerente de Desenvolvimento de Negócios da DHL Supply Chain, que completa: “esta é uma operação de giro rápido (os produtos que ficam armazenados um ou dois dias em nosso hub) e na qual recebemos grandes lotes que são fracionados, de forma que fazemos o last mile dos pedidos”.

A DHL vai ser parceira da Gooxxy na sua expansão internacional. “A Gooxxy é a nossa mais nova Rising Star na América Latina, e juntos também vamos realizar o processo de recolocação dos produtos no México, Chile e demais países na região”, comenta Leonardo Ottoni, Diretor de Desenvolvimento de Contas Rising Stars na DHL Supply Chain.

“A parceria com a DHL Supply Chain é um passo muito importante para a Gooxxy, porque vai nos garantir mais eficiência e otimização na operação logística, tanto no inbound quanto no outbound (entrada e saída) dos produtos que serão recolocados”, afirma Igor Gonzales, Head de Logística da Gooxxy.

Para o fundador e CEO da Gooxxy, Vinícius Alves, a parceria com a DHL Suply Chain consolida a estratégia da companhia em ter mais agilidade na logística dos produtos recolocados, por causa da concentração da operação em um único centro logístico, que garante controles sistêmicos de estocagem e movimentação em tempo real (end-to-end), o que proporciona maior visibilidade e qualidade na operação. “Grandes players do mercado utilizam o mesmo centro de distribuição e o acordo com uma empresa como a DHL nos beneficia em ter um serviço realizado por profissionais amplamente qualificados e com total expertise em logística”, afirma.

Para tornar a operação ainda mais sustentável, a DHL Supply Chain está utilizando um veículo elétrico para entregas na Grande São Paulo. Ele é conduzido por uma motorista mulher, parte do projeto “Mulheres na Estrada”, que visa promover maior diversidade na área de transportes.

Nesta primeira fase, a DHL Supply Chain deve movimentar mais de 1.800 toneladas de produtos secos por mês, mas os parceiros planejam expandir esse trabalho para todo o Brasil e internacionalmente, aproveitando a rede de filiais e hubs da DHL.

“Compartilhamos valores de sustentabilidade e inovação muito próximos, de forma que estudamos a expansão desta operação no Brasil e até para outros países da América Latina, consolidando assim um modelo logístico para o mercado de recolocação que pode ser uma referência para outras empresas e para o mercado como um todo”, conclui Giovanna Maurício.

Leia Mais

Outras Notícias