sábado, julho 13, 2024

Com mais de R$ 65 milhões em investimentos, Aeris Energy apresenta Relatório de Sustentabilidade de 2023

Compartilhar

A Aeris Energy, líder na fabricação de pás eólicas da América Latina, lança o seu Relatório de Sustentabilidade de 2023. O documento destaca o faturamento de 3,1 GW, gerado por 15 linhas com produção ativa, e o investimento de mais de R$ 65 milhões para a aquisição de máquinas e equipamentos, com foco na qualificação dos serviços e na eficiência operacional mais sustentável.

Ao final do último ano, a Companhia firmou acordo com dois clientes, permitindo um aumento potencial nas ordens cobertas por contratos de longo prazo no montante de 13,2 GW, o que resultará na implementação de duas novas linhas de produção em 2024. Já as receitas por contratos de longo prazo totalizaram 2.935 sets, com uma previsão de receita líquida potencial de mais de R$ 11 bilhões.

Com um modelo de negócio que atende empresas nacionais e multinacionais, de forma customizada e por demanda, a empresa estabeleceu um planejamento com visão de médio e longo prazos, tendo como base as tendências dos mercados e as negociações com clientes e fornecedores.

A estratégia garantiu a produção de 641 sets de pás (conjunto de três pás) e de 3.143 megawatts equivalentes, no último ano. Essas linhas são dedicadas à fabricação de pás que têm entre 71,5 e 83,5 metros de comprimento, destinadas a compor aerogeradores com potência média por set de 4,9 MW.

“A Aeris tem consciência do seu papel para o desenvolvimento sustentável, por isso, investimos em uma gestão estratégica sólida, com foco na excelência operacional, acompanhando o movimento dos mercados e o contexto dos negócios”, disse Marcelo Nasser, vice-presidente de operações da Aeris.

 Mais integração

Investindo em seus recursos humanos a fim de fortalecer a integridade como valor fundamental, a empresa tem integrado os novos colaboradores, fornecedores e terceirizados ao seu Código de Conduta. Em 2023, 100% dos novos fornecedores foram comunicados sobre o Programa de Integridade, um dos principais mecanismos da empresa na prevenção e combate a qualquer prática ilícita, discriminação ou de corrupção. Além disso, 86% dos colaboradores participaram dos ‘Diálogos de Integridade’ e tiveram acesso ao curso do ‘Código de Conduta na Universidade Aeris’.

A empresa tem reforçado seu compromisso em manter ambientes de trabalho mais respeitosos e acolhedores. “Como forma de engajar nossas lideranças e fortalecer seus papéis no processo de inclusão, mais de 300 gestores foram treinados em um curso sobre Capacitismo, que visa ampliar o conhecimento em relação aos tipos de deficiência e às potencialidades que cada pessoa pode desenvolver, independente de suas limitações”, disse Cássio Penna, diretor de Recurso Humanos da Aeris.

A Aeris também ampliou suas iniciativas de equidade de gênero, com uma ação voltada à escuta de mulheres, que reuniu 80 colaboradoras. O ‘Programa Empresa Cidadã’ concedeu licença maternidade estendida de 6 meses para 70 profissionais e licença paternidade de 20 dias para outros 241 colaboradores, com taxa de retorno de 100% após o período de afastamento. Além disso, foram continuados projetos voltados para a empregabilidade, como os programas de aprendizes e de estágio, que juntos promoveram a efetivação de 118 jovens.

A empresa tem investido em programas especiais como a Capacitação da Engenharia, a Formação Eletromecânica, o Treinamento de Reparadores e a Academia de Operadores. Todo esse upgrade na gestão de pessoas e no clima organizacional, rendeu à Aeris o reconhecimento no Prêmio Ser Humano da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH) do Ceará. A empresa foi premiada com o 1º lugar na categoria Excelência Organizacional, com o case “Programa VISA – Valorizando Ideias de Sugestões na Aeris”, e, na categoria Desenvolvimento, recebeu o reconhecimento com o case “Programa de Estágio Geração Aeris”.

 Presença local

Contando com o Comitê de Responsabilidade Social, formado em 2020 por colaboradores de diferentes áreas, a Companhia desenvolve e apoia a execução de programas e ações sociais nas comunidades locais. Somando R$ 340 mil em investimentos no segmento, a Aeris realizou, só no último ano, 8 ações sociais, todas realizadas por meio de recursos próprios e incentivados.

Destaques para o Programa de Voluntariado, que contou com a participação de mais de 30 pessoas; o programa Mentoria Jovem Aeris, uma iniciativa voltada para o aumento da empregabilidade entre jovens de 18 a 24 anos; e o projeto Ventos Solidários, que provem o acesso a um mutirão de serviços integrados e gratuitos nas áreas de saúde, cultura, lazer e marca empregadora, contaram com a participação de 400 pessoas, dentre elas colaboradores, voluntários, fornecedores, parceiros e até representantes de órgãos públicos.

Foco na gestão ambiental, hídrica e energética

Atuando ativamente em uma cadeia de produção adepta às práticas cada vez mais sustentáveis, a Companhia tem gerenciado Áreas de Preservação Permanente (APPs) em colaboração constante com órgãos ambientais e especialistas do setor. A iniciativa tem atuado com práticas de gestão e controle ambiental que buscam assegurar a proteção da biodiversidade.

Como medida compensatória pelas obras para construção da Aeris Pecém III, realizadas em 2021, a Aeris plantou, em área de reflorestamento, cerca de 23,8 mil mudas de espécies nativas, as quais receberam a manutenção adequada ao longo de 2023.

O uso racional da água também está entre os compromissos firmados na Política de Gestão Ambiental da empresa, que tem suas instalações abastecidas pela Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (COGERH) do Estado do Ceará, como outras indústrias do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP).

A Companhia trata todo o efluente gerado nas operações, utilizando-o para irrigação de áreas verdes e de reflorestamento, e não faz nenhum lançamento em corpo hídrico. A Aeris também concluiu as obras de sua Estação de Tratamento de Efluentes (ETE), que teve os primeiros testes operacionais realizados em 2023. Ao longo de 2023, 55.245 m³ de efluentes foram tratados na ETE e, após o tratamento, destinados conforme padrão estabelecido para irrigação.

Evolução também nos números da matriz energética das operações da empresa, que consumiu 243,7 mil Giga Joules (GJ), permanecendo no mesmo patamar de 2022. O aumento do consumo de energia elétrica (2,1%) está relacionado, principalmente, à plena operação nas plantas II e III, que gerou um acréscimo no número de moldes para produção de pás eólicas. A taxa de intensidade energética da Aeris registrou alta de 12,2% em relação ao ano anterior, finalizando o ano em 380,2 GJ.

“Para reduzir o consumo de combustíveis, principalmente os provenientes de fontes não renováveis, adotamos diversas medidas, como a contratação do transporte fretado, preferência pela utilização de LED nos galpões fabris, aquisição de aparelhos certificados pela eficiência energética. Desde a instalação do Comitê para Redução do Consumo de Água e Energia, recebemos sugestões dos colaboradores e, na medida do possível, as implementamos”, disse Rodrigo Medeiros, gerente de Novos Negócios e Inovação da Aeris.

Leia Mais

Outras Notícias