sábado, julho 13, 2024

Passarelli reforça compromisso com práticas ESG em nova edição de Relatório de Sustentabilidade

Compartilhar

Com o objetivo de mostrar que é possível alinhar o setor de infraestrutura às práticas ambientais, sociais e de governança (ESG), a Passarelli Engenharia lança a segunda edição de seu relatório de sustentabilidade, com números referentes a 2023. O documento destaca o empenho da companhia em fomentar uma economia ecologicamente responsável e em contribuir para o avanço de uma agenda estratégica de ESG.

“Em cada contrato, implementamos engenharia de valor, oferecendo soluções que atendem às necessidades dos clientes e nos destacam no mercado. É gratificante para nós perceber que essa abordagem, presente em inúmeras realizações da Passarelli ao longo de mais de noventa anos, torna nossa empresa uma referência no setor. O relatório de sustentabilidade reafirma nosso compromisso em transformar a vida das pessoas por meio da engenharia integrada à sustentabilidade”, afirma Paulo Bittar, CEO da Passarelli.

Setores de atuação e resultados

A Passarelli atua nos setores de infraestrutura, com destaque a aeroportos e mobilidade urbana e saneamento básico. Até o final do ano passado, já haviam sido instalados mais de 4,5 milhões de metros de redes de água e esgoto, com mais de 900 mil ligações domiciliares. Além disso, são mais de 13 mil l/s de resíduos tratados, com uma rede de adutoras que ultrapassa 330.000 metros.

Em 2023, o portfólio de projetos foi diversificado com a conquista de novos 11 contratos no ano, que acrescentam aproximadamente R$ 800 milhões à carteira de obras. Entre eles, estão os acordos com a Vinci Airports, para obras dos cinco aeroportos do Bloco Norte, e com o grupo CCR, para a construção do Terminal Intermodal Gentileza, no Rio de Janeiro. Ainda na capital fluminense, foi entregue a obra Coletor Tronco Manguinhos (RJ), que faz parte do Programa de Saneamento Ambiental dos municípios do entorno da Baía de Guanabara (PSAM), ampliando o sistema de coleta e tratamento de esgoto de inúmeros bairros do Rio de Janeiro.

A relação também  inclui o projeto Malha D´Água, o maior programa de adutoras no Brasil, no interior do Ceará, três importantes contratos na cidade de Campinas (SP), com a Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa), além da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Araçás, em Vitória (ES).

Passarelli Incorporação

Já a Passarelli Incorporação, uma vertical de negócios independente com estrutura própria de desenvolvimento imobiliário, vem se consolidando em projetos que combinam moradia e trabalho, trazendo conforto, lazer e mobilidade, em regiões nobres de São Paulo. Liderada por equipes especializadas nesse segmento. Em 2022, foi lançado o Pinheiros by Passarelli, localizado ao lado da estação Pinheiros do metrô, e, em 2023, foi a vez do  Vila Olímpia by Passarelli, empreendimento para investir, morar e/ou trabalhar, que mescla o formato residencial e espaços de network.

Sustentabilidade

Um dos pontos fortes da Passarelli é a aplicação da sustentabilidade na execução de seus projetos e a água de reuso é um exemplo disso. Do total, 68% da quantidade de água utilizada nos processos construtivos são provenientes desse tipo de captação. O insumo reaproveitado é destinado a ações que não exigem o uso de água potável, como lavagem de equipamentos e utilização em algumas etapas de construção.

Foram retiradas, também, 3,6 mil toneladas de resíduos sólidos das operações de 2023. Desse total, 98,5% eram materiais não-perigosos, volume em que se destacam os resíduos da movimentação de solos destinados, na maior parte, a aterros licenciados. Pela característica das atividades de construção civil de grande porte, como as de infraestrutura, há projetos que permitem reutilizar o material escavado, o que se reflete em menores volumes de materiais a serem descartados.

Os materiais perigosos, que representaram aproximadamente 1,5% do total, são devidamente tratados antes do descarte, evitando a contaminação do entorno ambiental. Dependendo da característica, o material é descontaminado, incinerado ou coprocessado antes de seguir para aterros específicos ou para reaproveitamento. Nessa categoria de resíduos, estão tintas, solventes e óleos, além de itens que possam conter produtos nocivos à saúde humana, como amianto.

Essas e outras ações reforçam o engajamento da Passarelli para contribuir com contínuo com a responsabilidade social, ambiental e econômica. A Passarelli seguirá inovando e buscando soluções que promovam um futuro mais sustentável para todos.

O relatório de sustentabilidade está disponível no site da Passarelli: https://www.passarelli.com.br/esg/



Leia Mais

Outras Notícias