sábado, julho 13, 2024

Empresa de tecnologia financeira firma compromisso com a equidade no ambiente de trabalho

Compartilhar

A Zetra, do setor de tecnologia financeira, assinou em Brasília/DF o Termo de Compromisso da 7ª Edição do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça. O evento simboliza o fortalecimento e a implementação de práticas que promovam a diversidade e a inclusão em todos os níveis da organização.

“Estamos comprometidos em garantir que cada voz seja ouvida e cada talento seja reconhecido. Esta assinatura representa mais do que um compromisso; é um passo concreto em direção a um futuro mais igualitário e inclusivo para todos”, ressaltou Rosy Araujo, Conselheira da Zetra, que esteve presente na ocasião.

Estiveram presentes também na cerimônia a ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, a presidenta do Banco do Brasil, Tarciana Medeiros, o diretor da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Vinícius Pinheiro, a representante da ONU Mulheres no Brasil, Ana Carolina Querino, além de secretárias nacionais, presidentes, CEOs e diretores. Ao todo, 103 empresas aderiram à iniciativa, que busca fomentar práticas de equidade de gênero e raça na cultura organizacional, com foco nas áreas de gestão e recursos humanos.

Rosy Araujo reiterou o compromisso da empresa com ações concretas para impulsionar a equidade e os benefícios tangíveis que tais esforços trazem tanto para a cultura organizacional quanto para a sociedade em geral. “A Zetra sempre se destacou por sua autêntica preocupação na construção de um ambiente de trabalho que seja inclusivo e justo, reconhecendo a diversidade como um elemento fundamental para a inovação e o desenvolvimento sustentável Tanto que quase 50% da nossa empresa são colaboradoras mulheres, um índice altíssimo para o setor de tecnologia, que está na faixa de 39%”, revela.

A ministra Cida Gonçalves enfatizou que a assinatura do termo não é apenas uma adesão a um programa, mas um processo civilizatório de mudança cultural no país e no mundo. Segundo a ministra, “esse gesto simples pode salvar a vida de mulheres, empoderá-las a adentrarem o mercado de trabalho e se aperfeiçoarem cada vez mais profissionalmente, colocando o Brasil em um lugar central na humanidade”.

A presidenta do Banco do Brasil, Tarciana Medeiros, destacou a importância da intencionalidade nas ações de equidade, reforçando que é possível ter uma atuação social aliada a uma atuação comercial. O diretor da OIT, Vinícius Pinheiro, e a representante da ONU Mulheres, Ana Carolina Querino, também enfatizaram a importância de promover ambientes de trabalho diversos e inclusivos.

“Com isso, a Zetra assumiu o compromisso da construção de um futuro mais igualitário e inclusivo, onde todos os indivíduos, independentemente de gênero ou raça, tenham as mesmas oportunidades de desenvolvimento e sucesso. Para isso, vai implementar políticas e práticas de capacitação e liderança com enfoque na diversidade, juntamente com a implementação de um processo de recrutamento inclusivo, fortalecimento do Canal de Denúncias para reportes de irregularidades, entre outras iniciativas que fomentam a equidade de gênero e raça na nossa cultura organizacional”, detalha Rosy Araujo.

Em março de 2026, após a execução do plano de ação, as 103 empresas que aderiram à 7ª Edição deverão apresentar um relatório final com os resultados alcançados. O Ministério das Mulheres anunciará aquelas que se destacaram pelas práticas de equidade em maio, e em junho do mesmo ano será realizada a cerimônia de entrega do Selo Pró-Equidade de Gênero e Raça, uma marca do Governo Federal que reconhece iniciativas de equidade no ambiente de trabalho, combatendo ativamente as discriminações de gênero e raça.

“A Zetra está orgulhosa de fazer parte deste movimento, ciente de que a promoção da equidade é fundamental para um desenvolvimento sustentável e inclusivo, que beneficia não apenas a empresa, mas toda a sociedade”, finaliza.

Leia Mais

Outras Notícias