sábado, julho 13, 2024

Livoltek anuncia primeira fábrica de inversores de energia solar do Brasil com investimento de R$70 milhões em Manaus

Compartilhar

A Livoltek, empresa do Hexing Group, anuncia a inauguração da primeira fábrica de inversores de energia solar da América Latina na Zona Franca de Manaus (ZFM). O investimento é da ordem de R$ 70 milhões, com previsão de geração de mais de 600 empregos. O evento para celebrar o início das operações em solo amazonense está marcado para o dia 24 de julho e contará com a presença de autoridades, associações do setor, integradores, imprensa e influenciadores do mercado fotovoltaico.

Com o início da produção programado para o segundo semestre de 2024, a Livoltek torna-se a maior e única fabricante de inversores fotovoltaicos na América Latina. O investimento na Zona Franca de Manaus também contempla outra iniciativa ousada do grupo empresarial: o início da fabricação de baterias de lítio e carregadores de veículos elétricos, cuja produção deve ser iniciada já no final de 2024.

A princípio, serão importados apenas as carrocerias e os chips – que não são fabricados no Brasil – e alguns outros componentes eletrônicos, mas as PCBs (do inglês Printed Circuit Board ou Placa de Circuito Impresso) serão produzidas no Brasil. Além de abastecer o mercado local brasileiro, a estratégia da Livoltek é atender os países vizinhos como Argentina, Colômbia, Paraguai e Peru e, no futuro, avaliar a exportação para a Europa.

Gigante do setor de energia solar, a multinacional também é referência na produção de inversores on-grid, off-grid e híbridos, com comunicação IoT e plataformas em nuvem para monitoramento remoto. Com sede na China, a empresa possui fábricas na Indonésia e na África, além de contar com operações na Europa.

Pioneirismo na fabricação nacional e aposta no livre mercado

Em Manaus, a nova fábrica ocupará 18 mil m², criando 600 empregos diretos e mais de 2 mil indiretos, contribuindo para a expansão do segmento fotovoltaico nacional e latino-americano. Na capital do Amazonas, a empresa iniciará suas atividades com a produção de inversores string e híbridos. A expectativa é oferecer inversores fabricados no Brasil ao mesmo custo dos importados à medida em que as etapas produtivas forem sendo nacionalizadas.

De acordo com Rui Cheng, CEO do Grupo Hexing Brasil, Holding fundada em 1992 que detém as marcas Livoltek e Eletra Energy, maior fabricante brasileira de medidores eletrônicos, a missão da empresa é ajudar os clientes a desenvolverem seus negócios para ampliarem suas oportunidades e serem os melhores do mercado. Para ajudar os clientes da América Latina a transformarem essa visão em realidade, a construção da primeira fábrica da região, no Brasil, será fundamental.

Já o chairman do Hexing Group, Liangzhang Zhou, afirmou que a nova fábrica de inversores demonstra um compromisso de longo prazo da empresa no fomento a industrialização do país, fortalecendo a posição qualificada do Brasil no mercado global.

Em relação à geração de empregos no país, Zhou afirma que o Grupo Hexing já conta com muitos trabalhadores qualificados na Eletra, em Eusébio, região metropolitana de Fortaleza e que alguns desses profissionais estão sendo promovidos para atuar em Manaus como supervisores para coordenar e treinar equipes locais. “A região já tem uma longa história de empresas eletrônicas, então há uma boa quantidade de mão de obra qualificada. Na Eletra temos poucos executivos e engenheiros chineses. Mais de 96% de todos os funcionários são brasileiros, e acreditamos que esse é um dos principais ingredientes para o nosso sucesso”, finaliza o Chairman.

A empresa explica ainda que conta apenas com os incentivos da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) que todas as empresas estabelecidas em Manaus têm, sem tratamento especial. “Acreditamos firmemente no “livre mercado” e não esperamos depender de incentivos governamentais para sermos competitivos”, afirma o executivo.

Investimentos do Grupo Hexing no Brasil

Os investimentos do Grupo Hexing no Brasil começaram há pouco mais de 10 anos com a Eletra Energy. A empresa, que atua com a fabricação de medidores de energia elétrica e medidores de água, além da automação de rede elétrica, começou com menos de 5% de participação no mercado de medidores em 2010 e hoje detém aproximadamente 70% de share.

“Buscaremos resultados semelhantes com a Livoltek, sempre respeitando a nossa cultura organizacional, que é vista como diferencial por nossos colaboradores e clientes”, garante Cheng.

Desde 2011, a empresa já aportou mais de R$200 milhões em investimentos no Brasil, contando as futuras instalações da Livoltek e as fábricas da Eletra Energy em Itaitinga, na região metropolitana de Fortaleza, que contribuem com a economia local com mais de 1400 colaboradores, entre contratações diretas e terceirizados.

Considerando a mudança de tecnologia no mercado de medição e a capacidade técnica e de produção da Eletra, é esperado um crescimento de 93% no faturamento ao longo dos próximos 5 anos, o que resultará na criação de 300 novos postos de trabalho.

O Grupo Hexing possui escritórios no Peru, Holanda, África do Sul, Bangladesh, Argentina, Hong Kong, Indonésia, Nigéria e Senegal. Além de fábricas na China, Indonésia, Tunísia, Paquistão, Quênia, África do Sul e Brasil, e é um dos principais fornecedores de produtos e sistemas de medição inteligentes do mundo.

Eletra Energy

A Eletra Energy surgiu de uma Joint Venture formada por uma empresa cearense e o Grupo Hexing, de origem chinesa. Em março de 2013, a Eletra foi adquirida em sua totalidade pelo Grupo Hexing, que possui mais de 30 anos de experiência no desenvolvimento e fabricação de medidores inteligentes para redes smart grid e que figura entre uma das líderes mundiais em medição de energia.

Com vendas que superam 4,5 milhões de medidores por ano, além das soluções AMI e Smart Grid, as operações da Eletra Energy contam com fabricação, vendas, suporte e escritórios administrativos para apoiar as necessidades dos clientes em todo o mundo.

Leia Mais

Outras Notícias