sábado, julho 13, 2024

Campo Limpo desenvolve tecnologias para reciclagem e transformação de embalagens de defensivos agrícolas

Compartilhar

Pioneira no mundo, a indústria Campo Limpo Reciclagem e Transformação de Plásticos S.A. atua como centro de inovação e desenvolvimento de novas tecnologias voltadas para reciclagem e transformação de embalagens pós-consumo de defensivos agrícolas. Por meio de suas unidades de Taubaté (SP) e Ribeirão Preto (SP) são produzidas, a partir da matéria-prima reciclada, chamada RPC – Resina Pós-Consumo, embalagens para o envase de defensivos agrícolas no país, totalizando mais de 125 milhões de unidades comercializadas desde sua fundação, em 2008. A iniciativa transformou a Campo Limpo num exemplo de economia circular, colocando o Brasil como líder mundial nesse processo.​‎‎   

Fundada há 16 anos, a empresa representa uma experiência única ao produzir embalagens plásticas para o envase de defensivos agrícolas, com certificação internacional das Nações Unidas (grupo II, densidade 1,4 g/cm3) para o transporte terrestre e marítimo de produtos perigosos, a partir da resina reciclada pós-consumo do setor agrícola. Esse processo é proprietário e recebeu uma patente verde pelo INPI.

Idealizada pelo inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias), a empresa tem o objetivo de contribuir para a autossuficiência econômica do Sistema Campo Limpo, programa brasileiro de logística reversa de embalagens vazias e sobras pós-consumo de defensivos agrícolas.

O trabalho é executado a partir da reciclagem das embalagens vazias e tríplice lavadas devolvidas pelos agricultores ao Sistema Campo Limpo. Assim, encerra-se e inicia-se um novo ciclo dessas embalagens dentro do próprio setor, a pura definição de economia circular.

Em 2011, a empresa recebeu o certificado ISO 9001 para reciclagem e transformação de plásticos em resinas pós-consumo, projeto, desenvolvimento e fabricação de embalagens plásticas. Atualmente, a companhia tem um complexo industrial que abriga duas subsidiárias localizadas na cidade de Taubaté (SP) e uma filial em Ribeirão Preto (SP), inaugurada em 2018.

A Campo Limpo é composta por três empresas: Campo Limpo Reciclagem e Transformação de Plásticos S.A., Campo Limpo Tampas e Campo Limpo Resinas. Com elas, fecha-se o ciclo de gestão das embalagens plásticas rígidas de defensivos agrícolas dentro da própria cadeia produtiva.

A fábrica de Taubaté (SP) segue conceitos de ecoeficiência e foi projetada de forma a não gerar impacto ambiental, já que possui moderna estação de tratamento de água, reaproveitamento da água da chuva e uso racional da luz solar. Além disso, a unidade conta com modernos equipamentos desenvolvidos com especificidades e foco para a reciclagem e transformação de plásticos. Neste local, há também laboratórios com instrumentos de alta tecnologia e técnicos capacitados focados em obter soluções para seus clientes.

Leia Mais

Outras Notícias