sábado, julho 13, 2024

Google gera impacto econômico de mais de R$ 188 bi no Brasil em 2023 e investe milhões em projetos sociais

Compartilhar

O Google movimentou mais de R$ 188 bilhões na economia brasileira, em 2023, por meio das plataformas Busca, Google Ads, Google AdSense, Google Play, Google Cloud e YouTube. O montante, calculado pela consultoria global Access Partnership com base em dados públicos, foi anunciado nesta terça-feira (11) durante o evento Google for Brasil.

A análise, que é divulgada desde 2018, considera os benefícios financeiros e de produtividade que as ferramentas do Google proporcionam às empresas brasileiras, com metodologia similar à usada em outros países, como Austrália, Cingapura, Coreia do Sul, Japão e Nova Zelândia.

O número inclui o retorno de investimento gerado aos anunciantes ao fazer campanhas de publicidade em plataformas do Google, a receita compartilhada pelo Google com editores, desenvolvedores e criadores de conteúdo e economia de custos e ganho de receita pelas empresas brasileiras a partir do uso da nuvem.

“No Google, acreditamos que estamos apoiando o desenvolvimento do Brasil ao conectar empresas de todos os tamanhos com potenciais consumidores, ao investir em projetos sociais que mudam a vida das pessoas e ao ajudar profissionais a continuar evoluindo em suas carreiras, contribuindo para a geração de emprego”, afirma o presidente do Google

Brasil, Fabio Coelho. “Temos um compromisso de longo prazo com o Brasil, país que está entre os cinco maiores para nossas principais plataformas.”

Projetos sociais

A empresa também divulgou que, somente em 2023, destinou milhões de reais no Brasil por meio das Leis de Incentivo Fiscal em projetos culturais, educativos e esportivos. No total, o Google investiu mais de 20 iniciativas, que estão beneficiando cerca de 160 mil pessoas de 143 cidades em 19 estados do Brasil. O Google anunciou que, a partir de 2024, o processo de seleção de novos projetos será recorrente e qualquer instituição pode se inscrever para receber recursos por meio do site google.incentiv.me.

Entre os projetos que receberam investimento estão: Descubra a Orquestra na Sala São Paulo, da Fundação Osesp; Bem Estar 60+, do Instituto Tecnológico e Vocacional Avançado (Iteva); Hospital Digital, do Hospital Pequeno Príncipe; Esportes Paralímpicos, do Instituto Athlon de Desenvolvimento Esportivo; Plano Anual Vagalume, da Associação Vagalume; e o Amazônia das Palavras, do Acapulco Filmes Espaço Vídeo..

Outro anúncio importante feito no palco do Google for Brasil foi em relação à chegada ded ois cursos em português na biblioteca de treinamentos dos Certificados de Carreira do Google: Cibersegurança e Fundamentos em AI. Criados pelo Google e hospedados na plataforma de educação Coursera, os quatro cursos somam mais de 800 horas de aulas com certificação, preparando os estudantes e profissionais em áreas de alta demanda no mercado de tecnologia. Sem a exigência de conhecimento prévio, os cursos são indicados para quem busca iniciar, mudar ou avançar na carreira.

Como parte do esforço para democratizar o acesso aos Certificados, o Google vai doar 70 mil bolsas de estudo, em parceria com o Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), visando a formação de estudantes jovens e adultos de grupos socialmente mais vulneráveis. Com a doação, o Google se aproxima ainda mais do seu objetivo de doar 500 mil bolsas de estudo para os Certificados Profissionais no Brasil até 2026.

O Google também divulgou novos certificados gratuitos, por meio da plataforma Cloud Skill Boost, para estudantes de instituições de ensino superior e de escolas técnicas. São três novos cursos focados em IA generativa, segurança cibernética e análise de dados.

Todos são voltados para estudantes em qualquer área de formação, 100% online, assíncronos e em português. Desde janeiro de 2023, mais de 45 mil pessoas no Brasil participaram em programas do Google Cloud. Atualmente, são mais de 250 universidades e escolas técnicas oferecendo conteúdos para aprimorar os currículos dos alunos.

Projetos investidos pelo Google por meio das Leis de Incentivo Fiscal:

Plano Anual de Atividades OSESP – A Fundação OSESP, organização social que gere a Sala São Paulo e a orquestra sinfônica residente, promove cultura e educação musical. Com o apoio do Google, a OSESP ampliará programas de formação musical, como o Descubra a Orquestra, o Coro Infantil e Juvenil e a Academia de Música, além de iniciativas, a organização já impactou a vida de mais de 800 mil crianças e formou mais de 320 músicos profissionais.

Bem-estar 60+ – O ITEVA, Instituto Tecnológico e Vocacional Avançado, há mais de 30 anos promove a inclusão social por meio da educação. Com o apoio do Google, o programa Bem-estar 60+ foca na melhoria da qualidade de vida de idosos e seus familiares. O programa oferece ensino, acesso à moradia digna e incentivo à aquisição de hábitos saudáveis, impulsionando o desenvolvimento socioeconômico e reduzindo a desigualdade.

Hospital Digital – Referência em pediatria, o Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba, oferece tratamento integral e humanizado, com destaque em transplantes e cirurgias cardíacas em bebês. Em 2022, foram mais de 200 mil atendimentos ambulatoriais e 21 mil cirurgias. O Google apoiará o Hospital Digital, projeto de transformação digital que visa otimizar processos, melhorar a tomada de decisão clínica e o atendimento, além de aprimorar o armazenamento e segurança de dados, impactando positivamente o setor de saúde.

Plano Anual Vagalume – A Associação Vaga Lume promove a transformação social na Amazônia Legal por meio da leitura. Com o apoio do Google, o projeto criará bibliotecas, formará mediadores de leitura e doará livros em 22 comunidades ribeirinhas, valorizando a cultura local e fomentando a imaginação. Desde 2001, a Vaga Lume impacta a vida de mais de 110 mil crianças e jovens na região.

Esportes Paralímpicos IV – O Instituto Athlon, desde 2011, promove a inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte de alto rendimento. Com o apoio do Google, estendeu suas ações para mais de 240 atletas, visando aumentar a participação em competições nacionais e internacionais. Nos Jogos Paraolímpicos de Tóquio, o Athlon foi um dos maiores representantes do Brasil e a expectativa é aumentar em 50% o número de atletas do instituto competindo pelo país nos Jogos deste ano.

Amazônia das Palavras – O projeto Amazônia das Palavras, da Associaçāo Mapinguari, leva oficinas itinerantes de leitura e escrita para escolas públicas na Amazônia. Com o apoio do Google, a expedição de 18 dias beneficia mais de 3.700 alunos, com atividades noturnaspara a comunidade e doação de livros. O projeto valoriza a cultura amazônica, desperta o interesse pela leitura e contribui para a redução da desigualdade na região.

Leia Mais

Outras Notícias