quinta-feira, junho 20, 2024

Hackathon de IA busca soluções de combate à pobreza e à crise climática

Compartilhar

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), a Intel e a Câmara Americana de Comércio (Amcham) vão realizar o primeiro Hackathon Brasileiro de Inteligência Artificial (IA) nos dias 17 e 18 de julho. O Hackathon contará com participação de profissionais de startups que se concentrarão no desenvolvimento de soluções de Inteligência Artificial para o combate à fome e à pobreza e aos efeitos negativos das mudanças climáticas, indo ao encontro dos temas prioritários da presidência brasileira do G20 – grupo formado pelas maiores economias do mundo mais a União Africana e União Europeia.

As inscrições ao 1º Hackathon Brasileiro de IA podem ser realizadas até 28 de junho. Para se inscrever, basta acessar o site: Amcham Arena. A divulgação das 20 startups selecionadas para participação efetiva no hackathon será no dia 1º de julho. Para participar, é preciso ser empresas ou startups em estágio inicial, operando no mercado brasileiro com técnicos e/ou engenheiros capazes de executar tarefas de programação em IA.

As três startups vencedoras serão anunciadas no dia 19 de julho. Os empreendedores brasileiros serão convidados a participar do programa global de aceleração de startups Liftoff, da Intel.

O Hackathon é uma maratona de programação, que reúne programadores, designers e outros profissionais ligados ao setor de tecnologia e desenvolvimento de software para buscar soluções a um desafio específico. O Hackathon de IA será em formato híbrido e irá propor dois desafios:

Desafio 1: Desafio da IA no Combate à Pobreza – visa identificar soluções que possam produzir resultados utilizando as capacidades da IA e inspirar mais esforços na expansão da mobilidade ascendente a partir da pobreza.

Desafio 2: IA Clima Hackathon – procura encontrar soluções para algumas das questões climáticas mais prementes utilizando as capacidades da IA.  

Participação

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do MCTI, Guila Calheiros, o ministério vai mobilizar e estimular a participação no Hackathon de empresas que são atendidas pelos programas de aceleração de startups do governo federal. “Hoje temos mais de 350 startups que são da área de inteligência artificial e que receberam apoio do ministério através da Lei do Bem ou dos programas Centelha ou do Conecta”, explica.

Para a presidente da Intel Brasil, Claudia Muchaluat, essa é uma oportunidade de demonstrar o comprometimento da Intel com o país. ““Na Intel, trabalhamos em conjunto com empresas, governos, universidades e diversos parceiros para democratizarmos a IA – que pode ser aplicada em diferentes situações para melhorar a vida de todas as pessoas”, afirma.

“Com esse programa queremos ajudar as startups brasileiras a darem um salto conectando inteligência artificial e a solução de problemas socioambientais fundamentais para a construção de um futuro melhor para todos”, destaca Marcelo Rodrigues, Diretor Executivo de Inovação e Novos Negócios da Amcham.

Até novembro de 2024, o Brasil mantém a presidência do G20, um dos principais fóruns de cooperação econômica internacional. Ao longo do mandato, o país tem organizado mais de 100 reuniões de grupos de trabalho e cerca de 20 reuniões ministeriais, que vão culminar na Cúpula de Chefes de Governo e de Estado, a ser realizada no Rio de Janeiro, de 18 a 19 de novembro de 2024.

Leia Mais

Outras Notícias