quinta-feira, junho 20, 2024

Conselho Global de Energia Solar anuncia nova marca e visão estratégica para impulsionar a indústria fotovoltaica no mundo

Compartilhar

O Conselho Global de Energia Solar (Global Solar Council – GSC, em inglês) anuncia o lançamento de sua nova marca e visão estratégica, com o intuito de acelerar a implantação da energia solar fotovoltaica ao redor do mundo. A evolução do posicionamento da entidade ocorre em um momento crítico para unir esforços na indústria fotovoltaica e manter o planeta no caminho e na meta de limitar o aquecimento global em 1,5°C.

Segundo Sonia Dunlop, CEO do GSC, a energia solar é uma indústria em crescimento, que ultrapassou recentemente 1 terawatt (TW) de capacidade instalada no mundo, com benefícios imensos, incluindo a redução de 300 milhões de toneladas de CO2. “Mas o potencial total da energia solar fotovoltaica ainda não foi utilizado. Precisamos unir a indústria global para enfrentar nossos desafios comuns, maximizar a implantação e entregar a revolução solar com velocidade, com escala e com os mais altos padrões de qualidade. Toda pessoa no mundo merece acesso à eletricidade solar, seja no telhado de sua casa ou por meio de seu fornecedor, e nenhum país deve ficar para trás. Com a nova estratégia do GSC e nossa rede crescente de empresas ao redor do mundo, estamos trabalhando mais do que nunca para tornar isso uma realidade”, diz.

Já Máté Heisz, Presidente do Conselho do GSC e Diretor de Assuntos Globais da SolarPower Europe, acrescenta que a nova marca e visão estratégica do GSC marcam um momento crucial para a organização. “Estamos intensificando nossos esforços para acelerar a energia solar ao redor do mundo. O Conselho Global de Energia Solar tem a missão de unificar todos os stakeholders da energia solar fotovoltaica rumo à meta climática de 1,5°C. Estamos convencidos de que a energia solar será o coração pulsante do nosso futuro limpo e sustentável, e convidamos todos os atores da energia solar a se juntarem à nossa jornada”, aponta.

Nova Marca, Visão Renovada

A nova marca da organização incorpora seus valores essenciais de paixão, comunidade e progresso como líder na transição energética global.

Alyssa Pek, Diretora de Estratégia e Comunicação do GSC, comenta que a nova marca é muito mais do que um logotipo renovado – é uma representação visual e estratégica do nosso crescimento como organização. “Pegamos todos os elementos do nosso logotipo original e o evoluímos para um símbolo mais ousado de otimismo e esperança. Fizemos o mesmo com nossas prioridades estratégicas. Estamos construindo sobre o excelente trabalho de nossos predecessores e membros, e evoluindo para ser ainda mais ambiciosos e impactantes – beneficiando um grupo mais amplo de membros para realizar nosso potencial como organização e como indústria”, ressalta.

O GSC busca construir um mundo justo e sustentável com a energia solar fotovoltaica no centro de uma nova economia energética. Para alcançar essa visão, a organização está agora centrando sua estratégia em três pilares principais:

Política e Defesa de Interesses: apoiar a indústria para defender políticas e regulamentações em nível global e nacional, para garantir o crescimento rápido e de longo prazo da indústria solar fotovoltaica.

Construção de Redes e Conhecimento: reunir formuladores de políticas, investidores e representantes da indústria e de instituições internacionais, para fornecer as melhores práticas e desenvolver capacidades para abrir portas para novos mercados e oportunidades de negócios.

Definição de Padrões e Soluções: Aproveitar nossa expertise para desenvolver e promover padrões globais e soluções para a energia solar fotovoltaica, a fim de moldar uma indústria competitiva, de alta qualidade e sustentável.

“Nossa nova estratégia enfatiza colaboração e inovação,” reforça a CEO do GSC. “Ao juntar-se ao GSC em sua missão, os membros farão parte de um esforço coletivo para superar barreiras e aumentar as oportunidades para a implantação da energia solar fotovoltaica em todo o mundo”, acrescenta.

Série de Ações e Grupos de Trabalho Regionais

Como parte dessa visão estratégica renovada, o GSC também anunciou uma série de ações em grupos de trabalho focados em áreas-chave essenciais para o crescimento futuro da indústria solar fotovoltaica. Esses fluxos de trabalho serão uma colaboração entre membros do GSC e outros stakeholders chave que são especialistas e agentes de mudança em suas áreas.

Os novos fluxos nos grupos de trabalho do GSC incluem:

Integração e Armazenamento na Rede: Liderado pela associada SMA Solar, este fluxo de trabalho visa compartilhar as melhores práticas para aumentar a capacidade e flexibilidade da rede, no sentido de acomodar a geração crescente de energia solar, explorar como a tecnologia pode fornecer serviços à rede e enfrentar desafios técnicos e regulatórios. O fluxo de trabalho buscará colocar o desafio da rede no topo da agenda política global.

Finanças: Liderado pela associada Jinko Solar, este fluxo de trabalho desenvolverá soluções e estruturas financeiras inovadoras para tornar os investimentos em energia solar mais acessíveis e atraentes, especialmente em mercados emergentes, envolvendo tanto investidores do setor privado quanto bancos de desenvolvimento. Vai criar um diálogo global pela primeira vez entre a indústria fotovoltaica e o setor financeiro para resolver desafios comuns e reduzir o custo do financiamento para a energia solar.

Cadeia de Suprimentos: Liderado conjuntamente por representantes da indústria de todas as regiões do mundo, este fluxo de trabalho se concentra em fortalecer a cadeia de suprimentos solar, para garantir transparência, resiliência, competição e sustentabilidade.

Habilidades: Liderado em colaboração com a associada GWO, uma especialista em padrões de treinamento, este fluxo de trabalho é dedicado à construção de uma força de trabalho qualificada capaz de apoiar a expansão da indústria solar. Um resultado chave deste fluxo de trabalho será o desenvolvimento da Iniciativa de Padrões de Treinamento Solar.

Além dos fluxos de trabalho temáticos, o GSC continuará a desenvolver seus Grupos Regionais focados no Sudeste Asiático, África e América Latina. Esses grupos trabalharão em estreita colaboração com os membros da região e stakeholders locais.

Leia Mais

Outras Notícias