quinta-feira, junho 20, 2024

69% dos CEOs mundiais veem a sustentabilidade como uma oportunidade de crescimento, diz pesquisa do Gartner

Compartilhar

O Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas, revela que 69% dos CEOs (Chief Information Officers) veem a sustentabilidade como uma das principais oportunidades de crescimento empresarial durante 2024, de acordo com sua mais recente pesquisa com CEOs e executivos seniores.

“À medida que os CEOs redefinem suas estratégias de longo prazo, a sustentabilidade ambiental continua sendo um dos principais fatores que moldarão a competição,” diz Kristin Moyer, Vice-Presidente e analista do Gartner. “Apesar de muitas ações corporativas superficiais, as condições econômicas recentes poderiam ter desencadeado um retorno ao ceticismo em relação ao ESG (sigla de ambiental, social e governança) e um foco no lucro a todo custo. No entanto, o compromisso geral dos CEOs parece inabalável.”

A pesquisa 2024 Gartner CEO and Senior Business Executive foi conduzida de julho a dezembro de 2023 com mais de 400 CEOs e outros executivos de alto escalão da América do Norte, Europa, Ásia/Pacífico, América Latina, Oriente Médio e África do Sul, pertencentes a diferentes indústrias e de empresas com receitas e tamanhos diversos.

“A sustentabilidade consistentemente permanece entre as 10 principais prioridades de negócios, superando até mesmo produtividade e eficiência este ano,” diz Moyer. “Líderes e investidores sabem que comportamentos corporativos ambientalmente negligentes são um risco de médio a longo prazo para os resultados empresariais, com um grande preço a ser pago quando os fatores ambientais são ignorados como externalidades. No entanto, CEOs inteligentes percebem que grandes desafios de sustentabilidade criam novas áreas de oportunidade de negócios.”

Alcançando o Crescimento Sustentável dos Negócios: De acordo com a pesquisa anual do Gartner, as principais maneiras pelas quais os CEOs estão utilizando a sustentabilidade para impulsionar o crescimento dos seus negócios são por meio de produtos e serviços sustentáveis (33%); práticas empresariais sustentáveis (18%); engajamento das partes interessadas (18%); e descarbonização (18%). Investimentos e inovação digitais estão classificados em nono lugar com 8%.

“A tecnologia digital pode acelerar o progresso em direção às metas de sustentabilidade, indo além da conformidade para ajudar as empresas a alcançarem objetivos, a gerarem novos modelos de negócios e liberarem novas fontes de receita”, diz Moyer. 

O Gartner afirma que a tecnologia digital desempenha um papel importante na promoção tanto de resultados financeiros quanto de sustentabilidade. Por exemplo, a Internet das Coisas (IoT – de Internet of Things, em inglês), Data & Analytics podem otimizar turbinas eólicas, reduzindo custos e emissões de gases de efeito estufa. A Inteligência Artificial (IA)e a Internet das Coisas podem reduzir custos e desperdícios de alimentos, enquanto o mercado de economia circular pode criar novas receitas e reduzir desperdícios.

Mudança Climática Conduzindo a Agenda: A pesquisa do Gartner revela que 54% dos CEOs afirmam que suas empresas são afetadas, pelo menos moderadamente, pelas mudanças nos padrões climáticos. Mais da metade (51%) reconhece que essas mudanças estão causando ou já causaram modificações no modo como operam. “Os CEOs veem que a mudança climática está provocando alterações nos padrões climáticos que já estão impactando diretamente suas operações empresariais”, diz Moyer. “Essas operações precisam ser adaptadas, com a tecnologia desempenhando um papel vital na condução dessas mudanças, especialmente na dinâmica das cadeias de suprimentos.” A pesquisa do Gartner mostra que o maior impacto das mudanças nos padrões climáticos citado pelos CEOs é nas dinâmicas operacionais (30%), particularmente nas mudanças logísticas, como armazenamento, tempo e roteamento das entregas. Realocações (incluindo nearshoring) vêm em segundo lugar (14%), seguidas por automação, tecnologia e dados (13%).

Leia Mais

Outras Notícias