quinta-feira, junho 20, 2024

ONG investiu R$ 1,2 milhões para interiorização de refugiados e migrantes

Compartilhar

Em parceria com Operação Acolhida, o projeto Ven, Tú Puedes!, da ONG Visão Mundial, organização que atua desde 1950 em mais de 100 países, tem o objetivo de facilitar a interiorização de pessoas para diferentes localidades do Brasil e fornecer recursos para custear as despesas do primeiro mês. Em março, o projeto alcançou o marco de 1.194 interiorizações de pessoas refugiadas e migrantes venezuelanas para diversas regiões do país, e investiu R$1,2 milhões para custeio das despesas básicas, tais como acomodação, alimentação e transporte.

De acordo com o Track4Tip, iniciativa de combate ao tráfico de pessoas do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), cerca de 262,5 mil migrantes e refugiados da Venezuela vivem no Brasil, a quinta maior nação anfitriã destes cidadãos na América Latina. Com a iniciativa, desde 2022, dos 1.194 trabalhadores, 34% foram interiorizados com a família; 16% têm filhos ou são responsáveis por crianças e/ou adolescentes de 0 a 17 anos. Além disso, 21% são mulheres.

O recurso financeiro de R$1.346,16 faz diferença para quem recebe. Com uma vaga de emprego garantida, Fiorela e os filhos Fiomarys e Jose Manuel mudaram de Boa Vista para o interior do Pará para reencontrar o esposo que não via há um ano. A família recebeu apoio do projeto e com isso pode prover itens de primeira necessidade.

Angela Karinne Mota, gerente de projetos da Visão Mundial, reforça que a atuação do projeto Ven, Tú Puedes! na Força-Tarefa contribui para reduzir as vulnerabilidades que as populações refugiadas e migrantes enfrentam. “Apoiamos processos de interiorização desde 2022 e estamos comprometidos em fornecer apoio abrangente e eficaz às pessoas que buscam emprego e oportunidades em outras localidades. Este marco demonstra o trabalho intenso da equipe da Visão Mundial e a cooperação entre diversas entidades”, exalta Mota.

As viagens de interiorização são realizadas em colaboração com outras instituições que compõem a Força Tarefa Logística Humanitária – Operação Acolhida do Governo Federal,  na modalidade de vagas de emprego garantidas. O tenente-coronel Magno, Chefe do Centro de Coordenação para Interiorização da Operação Acolhida, reconheceu a importância da parceria com organizações como a Visão Mundial. “A Visão Mundial empreende ações fortalecedoras para a integração econômica e social dessas pessoas nos diversos municípios do nosso país”, comenta Mota.

O projeto Ven, Tú Puedes! que é financiado pelo Escritório para Populações, Refugiados e Migrantes (PRM) do governo dos Estados Unidos, somente em 2024 já interiorizou 268 pessoas.

Esses números refletem o compromisso contínuo das organizações envolvidas em fornecer assistência humanitária e oportunidades de crescimento para aqueles que buscam melhores condições de vida em novas localidades dentro do Brasil. O projeto continua a desempenhar um papel vital nesse processo, demonstrando que a solidariedade e a cooperação podem transformar vidas.

Sobre o projeto:

O projeto Ven, Tú Puedes! é uma das respostas da ONG Visão Mundial ao contexto migratório da Venezuela. Em operação nos estados de Roraima, Amazonas e São Paulo, tem como objetivo principal prover integração segura e soluções duradouras para migrantes e refugiados venezuelanos no Brasil, com ações em três eixos: Empregabilidade, Empreendedorismo e Proteção.

Financiado pelo Escritório de Populações, Refugiados e Migrantes (PRM), do governo dos Estados Unidos, desde 2019, o projeto tem se consolidado como uma iniciativa essencial para a geração de oportunidade, geração de meios de vida, dignidade e inclusão socioeconômica de populações vulneráveis.

Entre os serviços oferecidos, destacam-se os cursos de língua portuguesa, ações de capacitação profissional, com apoio na emissão da carteira de trabalho digital, busca de vagas formais junto ao setor privado, banco de talentos, acompanhamento de entrevistas, sensibilização para inclusão no ambiente de trabalho, curso de empreendedorismo e apoio a pequenos negócios de migrantes e refugiados, além de apoio a interiorização pela modalidade de vaga de emprego sinalizada.

Leia Mais

Outras Notícias