quinta-feira, junho 20, 2024

A tecnologia é uma forte aliada para deixar o setor de transporte marítimo mais sustentável

Compartilhar

Nos últimos anos, temos testemunhado um aumento significativo no interesse e na preocupação em relação às emissões de carbono e seu impacto no meio ambiente. No setor de transporte marítimo, há um grande cuidado com isso e várias estratégias para amenizar essa situação.

Para se ter uma ideia, há uma ambição atual da Organização Marítima Internacional (IMO) é de que a metade das emissões do setor sejam cortadas até 2050.

Para chegar a isso, existem tecnologias que funcionam como aliadas. Uma dessas inovações é o desenvolvimento de navios mais eficientes e eco-friendly, que utilizam combustíveis alternativos e sistemas de propulsão mais limpos.

Já estão sendo explorados combustíveis como o GNL (Gás Natural Liquefeito) e o hidrogênio, que produzem menos emissões de CO2 em comparação com os combustíveis convencionais. Além disso, a adoção de tecnologias de propulsão elétrica e híbrida pode reduzir significativamente o consumo de combustível e, consequentemente, as emissões de carbono.

Outra abordagem promissora é a implementação de sistemas de gerenciamento de energia e otimização de rotas, que permitem aos navios reduzir seu consumo de combustível ao navegar de forma mais eficiente. Esses sistemas utilizam algoritmos avançados e dados em tempo real para calcular a rota mais econômica e minimizar o tempo de viagem, resultando em uma redução nas emissões de carbono.

Além disso, a integração de tecnologias de monitoramento e controle remoto permite um acompanhamento mais preciso das emissões de carbono dos navios e a identificação de áreas onde melhorias podem ser feitas. Esses sistemas permitem que as empresas de transporte marítimo monitorem seu desempenho ambiental e implementem medidas para reduzir suas emissões ao longo do tempo.

Ainda precisamos navegar muitos mares

No entanto, apesar dos avanços tecnológicos e das iniciativas em andamento, ainda há desafios a serem superados. A transição para combustíveis alternativos, por exemplo, requer investimentos significativos em infraestrutura e capacitação da força de trabalho, além de enfrentar questões relacionadas à disponibilidade e logística desses combustíveis em escala global.

Por fim, vale destacar que a tecnologia tem um papel importante na redução das emissões de carbono do transporte marítimo. Ao continuar investindo em inovação e colaboração, é possível ter um futuro onde esse setor seja muito mais eficiente, econômico e sustentável.

Luiz Sória, CEO da Skymarine.

Leia Mais

Outras Notícias