quinta-feira, junho 20, 2024

Pouso Alegre implanta sistema de monitoramento climático para prevenção de tragédias

Compartilhar

Visando a mitigação de riscos ocasionados por tragédias ambientais a Prefeitura de Pouso Alegre, Minas Gerais, anunciou a implantação de um sistema de monitoramento climático que irá para subsidiar a tomada de decisão pela Prefeitura e Defesa Civil, ajudando na prevenção de tragédias. O lançamento aconteceu durante a inauguração do Centro Integrado de Defesa Social da cidade que centralizará também a central de monitoramento das câmeras de segurança da cidade.

“Este centro altamente tecnológico é um dos mais modernos do país. Ele integra informações de monitoramento por câmeras que darão de apoio às forças segurança do estado como polícias civil, miliar, judiciária, bombeiros e Defesa Civil, além do monitoramento climático com alertas de riscos para catástrofes ocasionadas por condições ambientais” , afirma o prefeito Coronel Dimas.

O sistema Geopixel Monitor, que fará a avalição das condições climáticas, coleta de dados de previsão e observação de chuvas, faz análises e emite alertas em tempo real. Ele trabalha coletando e cruzando dados de modelos de previsão de chuvas, de diversos satélites, radares meteorológicos, além da rede de pluviômetros automáticos disponíveis no Brasil, disponibilizados por diversas instituições nacionais e internacionais.  Por meio do cruzamento destas informações, o sistema gera alertas que são disponibilizados em telas com layout amigável e em aplicativos mobile.

“O monitoramento não é feito somente na cidade que contratou o serviço, mas também em toda a bacia hidrográfica, com isso, temos uma avaliação de riscos muito mais acurada, pois controlamos a chuva e o volume de água nas cabeceiras de rios que cortam a cidade, podendo prever o risco de enchentes. Além disso, a plataforma também monitora as condições do solo permitindo avaliar os riscos de deslizamentos de terra, por exemplo”, afirma João dos Reis, doutor em Sensoriamento Remoto e especialista no monitoramento de eventos ambientais extremos da Geopixel, empresa criadora da plataforma.

De acordo com o prefeito, por meio do uso do Monitor Geopixel será possível prever altos volumes de chuva com até 7 dias de antecedência, bem como eventos extremos que demandam ações do poder público para preservar vidas.

“A partir do recebimento dos alertas de risco, a Defesa Civil e secretarias como Habitação, Obras, Saúde, Transportes e Educação podem tomar medidas coordenadas para atender a população que está em áreas que serão atingidas, preservando vidas e minimizando os danos”, explica o prefeito.

Segundo dados de um estudo coordenado pelas Secretaria Especial de Articulação e Monitoramento, ligada à Casa Civil da Presidência da República, Pouso Alegre tem 17.244 pessoas vivendo em áreas que podem ser afetadas por enchentes  podem ser beneficiadas com a aplicação de tecnologias como o Monitor Geopixel e ações de prevenção do poder público.

Leia Mais

Outras Notícias