quinta-feira, junho 20, 2024

Startup brasileira é selecionada em programa mundial de inovação da EDP

Compartilhar

A EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor de energia, por meio de sua área de inovação, e juntamente com outras seis empresas do setor de energia (utilities), será anfitriã da fase de bootcamp do Free Electrons, programa global de inovação aberta, que acontece entre os dias 27 e 30 de maio, em Madrid, na Espanha. A edição deste ano selecionou a brasileira Pix Force, startup com operações no Brasil, Estados Unidos e Finlândia, para apresentar suas iniciativas focadas na transição energética.

Com soluções baseadas em tecnologias como Inteligência Artificial e Visão Computacional para interpretar imagens e vídeos, a startup será testada para solucionar os desafios das empresas do setor.

A Pix Force já havia sido selecionada em outro programa global de aceleração de startups da EDP, o Energy Starter, durante o módulo América Latina, realizado em 2019. A startup ficou entre as 10 selecionadas e passou por uma semana de imersão com um time de especialistas da EDP para o desenvolvimento das propostas de projetos-piloto.

Como anfitriã do bootcamp, a EDP colaborou ativamente na escolha de 29 startups, de diferentes países, que atuam em seis setores-chave da transição energética e que vão de encontro aos temas estratégicos em inovação para a Companhia, incluindo descarbonização, recursos de energia distribuída, armazenamento e flexibilidade de energia, hidrogênio verde, redes e fontes de energias renováveis.

“Com o Free Electrons, a EDP tem a oportunidade de promover e colaborar com startups que possuem projetos alinhados com os compromissos do grupo para liderar a transição energética e criar valor para todo o ecossistema do setor. Para nós, investir em inovação significa acelerar nossos negócios e promover o pioneirismo na adoção de soluções inovadoras”, afirma Rafaella Fatureto, Gestora Executiva da EDP América do Sul.

Dinâmica de seleção Free Electrons

A proposta do Free Electrons é conectar as startups mais promissoras do mundo com as principais empresas do setor para fornecer soluções inovadoras e co-criar o futuro da energia.

Durante o evento, as startups vão apresentar as soluções com o objetivo de delinear potenciais projetos-piloto com as empresas participantes, como é o caso da própria EDP. Para isso, serão realizadas diversas atividades durante os três dias do bootcamp, incluindo sessões onde as utilities apresentam os seus desafios e as startups as suas soluções, seguidas de reuniões individuais de business development, momentos inspiracionais e painéis para o debate de oportunidades para o setor elétrico, com enfâse no potencial de disrupção tecnológico.

Para selecionar as melhores startups, as utilities passaram por um processo de identificação, avaliação e seleção das startups, de acordo com os desafios e necessidades das empresas que compõem o Free Electrons. As etapas seguintes incluíram reuniões virtuais até se chegar à lista das selecionadas. Nesta edição, o programa recebeu mais de mil candidaturas, das quais 29 foram escolhidas para a fase de bootcamp. Destas, apenas 15 irão passar para as duas próximas etapas finais, que ocorrerão em julho, em Montreal (Canadá), e, em outubro, em Hamburgo (Alemanha).

O Free Electrons, que ocorre desde 2017, tem como objetivo encontrar e desenvolver projetos com as startups mais promissoras no setor energético a nível global.

Leia Mais

Outras Notícias