sexta-feira, junho 21, 2024

Edital da EDP recebe até 31 de maio inscrições de projetos sociais de transição energética justa

Compartilhar

As inscrições para o edital Energia Solidária da EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor de energia, prosseguem até o próximo dia 31 de maio, pelo site https://prosas.com.br/editais/14501-edp-energia-solidaria, onde está disponível também o regulamento completo.  A EDP vai destinar até R$ 500 mil para o desenvolvimento de iniciativas que atendam às necessidades de comunidades vulneráveis em relação ao acesso à energia, à eficiência energética e ao combate à pobreza energética.

A iniciativa está alinhada ao objetivo da EDP de se tornar 100% verde até 2030, liderando a transição energética sem deixar ninguém para trás. Entre os critérios de avaliação do edital EDP Energia Solidária estão a relevância e o impacto social, o carácter inovador e a sustentabilidade a longo e médio prazo, além da necessidade de os projetos estarem direcionados às regiões de atuação da EDP no Brasil (Amapá, Espírito Santo, Tocantins, Goiás, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Paraíba e São Paulo).

Podem ser contemplados com o investimento um ou mais projetos, segundo o resultado da seleção. Os projetos pré-selecionados serão divulgados em agosto e os selecionados serão comunicados até novembro. A execução deve acontecer em 2025, por um período máximo de 12 meses.

“Contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas nas áreas onde a EDP atua e apoiar a inovação social para a transição energética, além de projetos que colaborem para a construção de uma sociedade mais justa, equitativa e socialmente responsável é o principal objetivo dessa iniciativa”, comenta Dominic Schmal, diretor de ESG da EDP no Brasil.

Na edição de 2023, o projeto “Energia Viva: Integrando os ODS nas Escolas de São Paulo” foi selecionado pelo edital EDP Energia Solidária. A iniciativa está sendo realizada este ano com um aporte de mais de R$ 300 mil e visa promover o acesso à energia limpa para comunidades em situação de vulnerabilidade, e ao mesmo tempo, fomentar novas oportunidades de trabalho e igualdade de gênero.

Como parte da iniciativa, uma escola pública de Guaratinguetá (SP) receberá um sistema fotovoltaico que gera energia solar para a instituição, além de direcionar os créditos excedentes para moradores da comunidade. A capacitação em Instalador Solar Fotovoltaico e oficinas voltadas para educação ambiental, consumo consciente de energia elétrica e sustentabilidade também integram o projeto.

Leia Mais

Outras Notícias