sexta-feira, maio 17, 2024

Scala Data Centers lança o Relatório de Sustentabilidade de 2023

Compartilhar

Scala Data Centers reafirma mais uma vez seu compromisso em promover a conscientização ambiental dentro da indústria. Nesta quinta-feira, 16, a Scala lança o seu Relatório de Sustentabilidade de 2023. Desde o início das operações em 2020, a Scala tem sido uma empresa neutra em carbono, operando com 100% da energia utilizada em suas operações proveniente de fontes renováveis, sendo a primeira empresa de data centers da América Latina a alcançar esse status. O anúncio destaca o compromisso da empresa com a sustentabilidade e sua liderança na indústria.

“Na Scala Data Centers, nossa missão é impulsionar a América Latina de forma sustentável, entregando valor aos nossos stakeholders enquanto priorizamos as necessidades de nossos clientes, colaboradores e da comunidade em geral”, disse Marcos Peigo, cofundador e CEO da Scala Data Centers. “Ao lançar nosso relatório anual de sustentabilidade e firmar parceria com um dos eventos de telecomunicações mais influentes do mundo, a Scala cumpre suas promessas e demonstra que a sustentabilidade não é apenas um conceito na Scala – está enraizada em nós e impulsiona nosso negócio para a frente.”

O Relatório de Sustentabilidade 2023 destaca o compromisso da empresa com a responsabilidade ambiental e a integração dessa filosofia em todos os aspectos da empresa. O relatório detalha a jornada da empresa como uma plataforma líder de data centers sustentáveis, destacando sua abordagem inovadora para aprimorar a sustentabilidade de data centers Hyperscale em toda a região. As iniciativas abrangentes de sustentabilidade da Scala incluem o uso de energia 100% renovável e certificada, sistemas avançados de resfriamento que minimizam o uso de água e energia, e um robusto programa de reciclagem que apoia uma economia circular.

Em apenas quatro anos, a Scala Data Centers alcançou marcos notáveis, incluindo:

Data Centers operacionais e Expansão: 12 sites operacionais, com data centers adicionais em construção ou desenvolvimento em mercados estratégicos como Chile, Brasil, México e Colômbia. A Scala acabou de anunciar o início da construção de uma subestação de energia de 560 MW em São Paulo, a maior dedicada a um campus de data center no Brasil.

Capacidade de TI: Mais de 80MW de capacidade atual de TI operacional, além de mais 900MW em construção e planejamento, incluindo 160MW já reservados por clientes Hyperscale.

Compromisso de Investimento: Mais de US$1,6 bilhão foram comprometidos com o Campus Tamboré, no Brasil, que, com de 450MW de capacidade de TI, é o maior campus de data center da América Latina e um dos dez maiores do mundo. Com planos de expansão em todos os quatro países latino-americanos em que opera, a Scala pretende aumentar o lançamento e expansão de seus data centers para alcançar um total de US$2 bilhões em investimentos até 2024 e 2025.

Uso de Energia Verde: 2900GWh de energia verde garantidos para alimentar os data centers da Scala em toda a América Latina até 2033, evidenciando seu compromisso contínuo com a sustentabilidade.

Inovação no Mercado Hyperscale: A Scala está liderando o mercado Hyperscale com soluções personalizadas, como edifícios single-tenent (com apenas um cliente) e infraestrutura modular, que atendem a rigorosos padrões de qualidade em tempo recorde.

Metodologia FastDeploy: A metodologia FastDeploy proprietária da Scala reduz o tempo de implantação do data center em até 50%, aprimorando a agilidade e responsividade de mercado da Scala.

Design Future Proof: Todos os novos edifícios apresentam seu design à prova de futuro, possibilitando densidades que variam de 24kW a até 100kW por rack com tecnologias de liquid cooling. Preparados para IA/ML (Inteligência Artificial/Machine Learning), eles podem suportar demandas de alta densidade e em constante evolução.

“Por meio da eficiência operacional, conservação de energia e água, redução da pegada de carbono, investimento em educação e uma cultura de integridade, incorporamos a sustentabilidade em nosso cerne,” acrescenta Christiana Weisshuhn, Diretora Sênior de Comunicação e Programa ESG da Scala.

Leia Mais

Outras Notícias