sábado, maio 25, 2024

Com energia solar em alta, startup aumenta em 337% a venda de projetos fotovoltaicos no 1º trimestre

Compartilhar

Impulsionado pela queda nos preços dos painéis solares no país e um cenário propício ao investimento para gerar a própria energia, a 77Sol, ecossistema de energia solar do Brasil, registrou um aumento de 337% na comercialização de projetos fotovoltaicos no 1º trimestre, em comparação ao mesmo período de 2023. Apenas nos primeiros três meses do ano, a empresa superou ainda a sua meta anual ao formalizar 200 mil propostas, assegurando um acréscimo de 66% em relação ao ano passado inteiro.

O crescimento expressivo nas vendas e solicitações ocorre logo após um período de reestruturação interna e conquista de share de mercado. Para este ano, a empresa projeta também superar a marca de R$ 10 bilhões em originação, o que representa um salto considerável frente aos R$ 6 bilhões alcançados no ano passado.

Para Luca Milani, CEO e fundador da 77Sol, o aumento no número de transações vai além desses fatores, passando pela automatização interna da marca, a entrega de funcionalidades técnicas para as dores dos integradores e, sobretudo, a possibilidade de vendas a partir de financiamentos. “A taxa de conversão em cima da originação dos nossos parceiros tem crescido de maneira substancial, o que indica que estamos entregando soluções adequadas para que o integrador tenha maior capacidade de conversão”, avalia.

Para se ter uma ideia da importância da modalidade, 50% do faturamento arrecadado no ano será originado a partir de propostas financiadas. O restante será dividido em 30% pelos equipamentos, 10% através dos seguros e outros 10% por meio de novos produtos e serviços voltados para o aumento de performance do integrador solar.

Visando sustentar a projeção aquecida para o restante do ano, Luca Milani explica que o foco da empresa para os próximos meses será destinado à experiência de compra junto ao integrador e a variedade de produtos e serviços para auxiliar o parceiro a concluir ainda mais projetos. “Queremos estar cada vez mais próximos e alinhados aos integradores. Quanto melhor compreendermos as suas dores e necessidades, melhor será o serviço oferecido, assim como o prestado por ele para o consumidor final”, adiciona.

Leia Mais

Outras Notícias