quarta-feira, maio 22, 2024

Acqua Park do Paraná migra para o mercado livre de energia

Compartilhar

Desde janeiro deste ano, o mercado livre de energia está disponível para mais de 30 mil pequenas e médias empresas (PMEs) do Sul, sejam indústrias ou comércios, que estejam ligados na Alta Tensão (Grupo A) – composto por unidades consumidoras que recebem energia elétrica em tensão igual ou superior a 2,3 kilovolts (kV) ou que são atendidas a partir de sistema subterrâneo de distribuição.

Em abril deste ano o Araucária Acqua Park, construído em uma belíssima área com 240 mil metros quadrados, contratou a 2W para economizar energia utilizando fontes renováveis gerada por parque eólico e com isso irá evitar a emissão de mais de 82 toneladas de CO2 na natureza.

Além disso contará com totem para carregador para carro elétrico disponibilizado pela 2W. O Gestor do Araucária Acqua Park, Daniel Roberto, destaca a importância de migrar para o mercado livre neste momento: “A segurança que a 2W nos traz, sendo uma das principais comercializadoras e geradoras de energia limpa do país, fez com que tivéssemos certeza de que estaríamos fechando um negócio confiável. Temos a garantia de que todo o processo, não só traz economia para a nossa empresa, mas também nos traz a confiança de que temos a partir de agora um parceiro que nos trará sustentabilidade aliada a economia e com isso poderemos investir em outras áreas da empresa que carecem de um maior aporte econômico”.

Outras empresas da Região Sul também migraram nas últimas semanas para o mercado livre de energia com a 2W em busca de economia na conta de luz. Foi o caso das empresas paranaenses como a Rede de Postos Duim, de Londrina, S.T Antunes & Antunes, de Telêmaco Borba, Cobemil Comércio e Beneficiamento de Minerais, de Ponta Grossa, Plasmaringá Produtos Plásticos de Maringá e a Lavanderia e Tinturaria Jussara, localizada na cidade de Jussara. Juntas essas empresas irão evitar a emissão de mais e 600 toneladas de CO2 na natureza.

Já em Santa Catarina as empresas Metalúrgica Pescador, de Criciúma, Supermercados De Pieri de Tubarão e Terezinha de Indaial e o Restaurante Mirô, de Joinville, migraram para o mercado livre com a 2W em busca de mais economia, e, além disso, ao migrar para o mercado livre, essas empresas também tiveram a oportunidade de escolher a origem da energia que consomem, optando por fontes mais sustentáveis e alinhadas aos seus valores ambientais.

Leia Mais

Outras Notícias