sexta-feira, maio 17, 2024

Itaipu e PTI oferecem 1.000 bolsas a projetos universitários voltados aos ODS

Compartilhar

A Itaipu Binacional e o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) vão selecionar 200 projetos de extensão universitária relacionados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU). 

O objetivo do Programa de Extensão Para Sustentabilidade Territorial, lançado nesta sexta-feira (03), é impulsionar iniciativas que promovam a sustentabilidade nas mais diversas áreas, como o planejamento territorial, a eficiência energética, a agricultura sustentável, entre outras.  

Ao todo, serão destinadas 1.000 bolsas a estudantes e professores de 17 universidades estaduais, federais, municipais e institutos federais de educação do Paraná e do Sul do Mato Grosso do Sul parceiros. O lançamento do programa aconteceu na sede da Universidade Estadual de Londrina (UEL), onde foi assinado o termo de cooperação com as entidades envolvidas. O investimento total é de R$ 24 milhões.  

Entre as metas previstas no Programa está a conscientização e ações práticas em relação aos desafios socioambientais, estimulando a pesquisa aplicada e o desenvolvimento de projetos de extensão nas universidades, assim como a aproximação entre as instituições de ensino superior e a comunidade por meio do compartilhamento de saberes.  

O diretor-geral brasileiro da Itaipu, Enio Verri, ressaltou a importância da parceria com as universidades. “Nós temos muito a aprender com vocês e acho que vocês têm muito a aprender conosco. E nessa troca, quem ganha é o território que nós atendemos”, disse. 

O diretor de Negócios e Empreendedorismo do PTI, Eduardo de Miranda, comentou que a Itaipu e o Parque Tecnológico já são comprometidos com os ODS em suas ações e, com o lançamento deste novo programa, visam trazer mais parceiros para fortalecer esse envolvimento. “O apoio das universidades sem dúvida será um grande impulsionador para o atingimento das metas propostas pela ONU em prol do desenvolvimento sustentável”, afirmou.  

Aproximação com a sociedade  

A reitora da UEL, Marta Regina Gimenez Favaro, reconheceu os benefícios que o projeto pode gerar na aproximação da universidade com a comunidade, estreitando laços. “As universidades produzem conhecimento, tecnologia e inovação, e isso altera a condição de vida das pessoas. Nós precisamos que nos enxerguem nesta condição, e a Itaipu, com este programa, nos dá a oportunidade de potencializar aquilo que já fazemos”. 

O secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, Aldo Bona, destacou a importância das universidades no desenvolvimento social e econômico do Estado. “Reconhecemos que potencializar as nossas universidades, fazer com que possam cada vez mais atuar na sociedade em que estão inseridas, é uma grande estratégia de contribuição para o desenvolvimento econômico, social, para gerar transformação, emprego, renda e, assim, ajudar o país a se desenvolver como um todo.” 

A agenda da Sustentabilidade no contexto da extensão universitária 

Na ocasião, o Sergio Schneider, professor do Departamento de Sociologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) realizou uma palestra trazendo reflexões sobre a sustentabilidade na extensão universitária, enfatizando a necessidade de mudanças e uma reavaliação do papel das universidades no enfrentamento aos desafios da sociedade no século 21.  

Entre as medidas destacam-se a integração dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) às iniciativas já desenvolvidas pelas instituições de ensino superior, buscando a consolidação de abordagens multidisciplinares, a capacitação para lidar com problemas complexos e a necessidade de novos perfis profissionais e metodologias de trabalho. 

Como se inscrever?  

As universidades parceiras do Programa de Extensão Para Sustentabilidade Territorial poderão inscrever os projetos através do edital disponível no site https://www.pti.org.br/programa-extensao/.  

Leia Mais

Outras Notícias