sexta-feira, maio 17, 2024

Relatório aborda caos climático e IA entre as novas tendências de 2024

Compartilhar

Com o objetivo de ajudar as marcas e empresas a pensarem no futuro e se aproximarem cada vez mais de seus consumidores, a unidade de inteligência cultural da TBWA, conhecida como Backslash, lançou recentemente o glossário anual Edges. Realizado em 29 países, incluindo o Brasil, o mapeamento analisou as principais alterações dos traços comportamentais e culturais dentro da indústria e da sociedade em âmbito global, detalhados em um documento com 41 edges.

Mais do que um relatório de tendências, o Backslash Edges não se concentra apenas nas novas estéticas do momento, tendências passageiras ou modismos efêmeros das redes sociais. Em vez disso, oferece uma visão voltada para o futuro sobre grandes mudanças culturais globais – mergulhando de forma aprofundada nas mais recentes manifestações e tensões que alteram sua trajetória.

Entre as “edges” analisadas, cinco novas foram incluídas este ano dentro do relatório global. Como destaques estão a Inclement Armor (Armadura Inclemente), que reforça as discussões climáticas, endossando que todo o mundo tem se adaptado a ‘conviver com catástrofes’, sem enxergar soluções para a resolução de problemas relacionados ao tempo; e a Intimate AI (Íntima IA), que reforça o quanto a Inteligência Artificial vem facilitando não só a nossa vida profissional, mas também ajudando em tarefas pessoais que consomem um tempo maior.

Para Marco Sinatura, CSIO da iD\TBWA, agência que faz parte do grupo TBWA, as marcas têm se preocupado com questões relacionadas ao clima com o objetivo de se aproximar de seu público-alvo. “Segundo uma pesquisa de mercado realizada recentemente, 75% das empresas pretendem fomentar de maneira concreta, em 2024, práticas ESG na companhia. Dentro deste contexto, as agências de publicidade podem ser parceiras dos grandes players com o direcionamento de ações que extrapolem a criação de campanhas e plataformas de comunicação, explorando de forma mais prática e disruptiva os pilares voltados à governança e sustentabilidade”, enfatiza Marco.

Assim como as mudanças climáticas, o relatório oferece uma visão futurista dentro dos mais variados assuntos, medindo a velocidade do mercado e seus anseios por novas ferramentas. Isso vai ao encontro dos avanços tecnológicos.

Para Camila M. Costa, CEO e sócia da iD\TBWA, a ‘edge’ de Intimate AI (Íntima IA), ressalta o quanto a Inteligência Artificial está cada vez mais presente em nosso dia a dia. “De grande tendência, a Inteligência Artificial passou a ser uma forte aliada na otimização de tempo, elencando prioridades em nossos afazeres. Uma análise bem interessante que o estudo traz está relacionada à ferramenta Copilot 365, da Microsoft. Ela é capaz de automatizar tarefas simples, desde a exclusão de e-mails que não são importantes, até às mais complexas, como transformar ideias num aplicativo funcional em questão de minutos”, argumenta. “O uso da ferramenta nas corporações já indica 88% do aumento da produtividade da equipe. Além disso, 74% das pessoas reforçam que conseguem se concentrar de forma mais satisfatória no trabalho”, reforça a executiva.

O relatório Edges deste ano foi aprimorado por novos dados proprietários, alimentados pelo “Disruption Index”, da TBWA. Isso permite ao Backslash quantificar a Força, a Velocidade e o Gasto de cada uma de suas “Edges”. A Força mede o quanto um “Edge” é importante para alguém pessoalmente. Já a Velocidade mensura a mudança no mercado – ou seja, o quanto uma “Edge” hoje é importante para as pessoas ao redor delas em comparação com um ano atrás, e o Gasto verifica o percentual de entrevistados que pagariam a mais por produtos ou serviços relacionados a uma determinada “Edge”. Juntas, essas métricas mostram o potencial disruptivo de um “Edge” para um país, indústria ou público específico, tudo em um só lugar.

“O lançamento das Edges deste ano é especial por causa da oportunidade que apresenta. A Backslash investigou as realidades mais espinhosas que estamos experimentando ou vamos experimentar, e pode apontar soluções surpreendentes que estão mais próximas do que poderíamos imaginar. Em 2024, estou realmente animada com a adaptação sendo um convite para a Disrupção”, finaliza Jen Costello, Diretora Global de Estratégia da TBWA\Worldwide.

Além da Inclement Armor (Armadura Inclemente) e Intimate AI (IA Íntima), outras três novas mudanças foram analisadas: Demise Duality (Dualidade do Fim); Rerouted (Redirecionamento) e Untourism (Turismo Limitado). Juntas, elas oferecem otimismo através de soluções emergentes para algumas das realidades mais difíceis no horizonte. O relatório completo das 41 Edges pode ser baixado em www.backslash.com/edges.

Leia Mais

Outras Notícias