sábado, maio 25, 2024

M&A movimenta mercado de resíduos sólidos no Brasil

Compartilhar

O mercado de gerenciamento de resíduos sólidos no Brasil tem demanda de investimento de quase R$ 30 bilhões até 2040, segundo cálculo da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe). É o montante necessário para que se atinjam as metas do Plano Nacional de Resíduos Sólidos, atualizado em 2022.

Esse potencial mexe com os players do setor. Compras, fusões e aquisições se apresentam como tendência. Em um dos segmentos, o de resíduos perigosos, que tem uma massa anual gerada perto dos 30 milhões de toneladas (dado do Sistema Nacional de Informações sobre a Gestão de Resíduos Sólidos, Sinir+, de 2019), movimentações recentes coincidem, inclusive, com este momento pós-atualização do Plano Nacional.

Para quem pensa em comprar ou vender, a dica é buscar consultorias especializadas em M&A – sigla para Mergers & Acquisitions, ou “fusões e aquisições” -, em tradução livre. Este trabalho envolve a preparação, negociação e acompanhamento pós-aquisição, resultando em um processo justo e benéfico para ambas as partes.

Essa movimentação foi vivenciada por uma das mais relevantes e tradicionais empresas de gerenciamento de resíduos perigosos do Brasil, a Ambserv. Atualmente ela vive uma nova fase, fruto justamente de um processo de M&A. Contudo, para se preparar, realizar e consolidar sua venda, a empresa buscou a assessoria customizada de uma boutique especializada, a Zaxo M&A Partners, que presta assessoria para organizações em processo de venda ou compra.

A Ambserv atua no gerenciamento de resíduos perigosos, atendendo diversas atividades, como indústria, saúde, educação, serviços aduaneiros, órgãos governamentais, entre outros. Além da matriz no Paraná, possui filiais em São Paulo (Pariquera-Açu), no Rio de Janeiro (capital) e no Rio Grande do Sul (Canoas).

“Especificamente no caso da Ambserv, o processo de M&A teve como objetivo preparar a empresa para ser integralmente adquirida por uma multinacional da área”, ressalta um dos sócios-fundadores da Zaxo e responsável pelo projeto, Leonardo Grisotto.

Leia Mais

Outras Notícias