quarta-feira, maio 22, 2024

Serpro apoia movimento Girls in ICT

Compartilhar

Mesmo com o número de mulheres no Brasil sendo superior ao de homens, chegando a 51,5% da população, elas ainda ocupam apenas 39% dos empregos no setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Em termos de comparação, essa presença feminina fica abaixo do percentual nos empregos nacionais, que é de 44%. De acordo com o “Relatório de Diversidade de Gênero no Setor de TIC” da Brasscom, com dados de 2023, parte da explicação para esse cenário é a falta de estímulo para que as mulheres busquem formações nesse campo desde a infância até a idade adulta.

A boa notícia, segundo o documento da Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e de Tecnologias Digitais, é que, nos últimos 3 anos, a presença feminina cresceu 1,5 ponto percentual acima da masculina. O aumento entre analistas foi de 1,2% para homens e 1,8% para mulheres, e em funções técnicas de TI, P&D e Engenharia, o crescimento feminino também foi superior ao masculino, 2,1% versus 1,3%.

Garotas na tecnologia

O relatório destaca que “o estímulo e a criação de trajetórias para que as mulheres adquiram qualificações necessárias são essenciais para que ocupem posições de elevado valor agregado”. Alinhados a esse entendimento, Serpro, Anatel, Qualcomm, Meninas.comp e a União Internacional de Telecomunicações (UIT) vão marcar o Dia Internacional das Meninas na Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) com o Girls in ICT, uma manhã de imersão na área para garotas do ensino público do Distrito Federal.

A iniciativa compõe o Projeto Estratégico Ser ESG do Serpro e vai receber, no dia 22 de abril, mulheres referências dessas empresas e instituições para compartilharem insights sobre suas vidas profissionais com 36 estudantes de ensino médio do Centro Educacional do Lago Norte. Além disso, as garotas também vão participar de workshops de programação em Scratch e Arduino. O encontro acontece na sede da estatal federal de TI, na Asa Norte, em Brasília.

Dia internacional das meninas na TIC

Em 2024, a data oficial do Dia Internacional das Meninas na Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) será 25 de abril. A celebração mundial é organizada pelo Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação (DICT) das Filipinas. O tema deste ano é “Liderança”, enfatizando a necessidade crucial de modelos femininos fortes em carreiras STEM (acrônimo de Science, Technology, Engineering, and Mathematics, em português: ciência, tecnologia, engenharia e matemática).

Dentre as profissionais do Serpro que compartilharão experiências com as estudantes estão as analistas de Informações para Inteligência de Negócios, Ana Paula Tolentino, do Portifólio de Oportunidades, Keyle Barbosa, e de Tecnologias de Ciência de Dados, Lucélia Mota.

“Considero muito importante a promoção e o incentivo à atuação de mulheres na área de TI, visto que ainda é um campo dominado por homens, e mesmo as mulheres tendo interesse, isso pode afastá-las”, compartilha Ana Paula. A analista da área de negócios entende que as mulheres precisam ser esclarecidas e sensibilizadas do quão ampla é a área de tecnologia e que oferece oportunidade de atuação para diversos perfis profissionais.

O Dia das Meninas na TIC de 2024 no Brasil – celebrado com o Girls In ICT no Serpro, no dia 22 – visa abordar esses desafios, promovendo o empoderamento e o desenvolvimento de liderança para meninas e jovens mulheres em STEM, incentivando e reduzindo barreiras para um futuro mais equitativo.

Projeto estratégico Ser ESG

Ser ESG é o desafio do Serpro para este e os próximos anos. “Para ajudar a cuidar das pessoas e do planeta, a empresa está comprometida em incentivar novas reflexões, atitudes e soluções, corporativas e individuais, em prol dos eixos Ambiental, Social e de Governança”, declara a gestora do Projeto Estratégico, Valeria Silva.

Com esta iniciativa empresarial, o Serpro busca desenvolver e promover mais produtos sustentáveis, inclusão digital, TI Verde, mulheres na tecnologia, integridade, bem-estar no trabalho e várias outras abordagens, no intuito de ser uma organização cada vez mais socialmente responsável e ambientalmente justa.

“A sigla ESG engloba um conjunto de boas práticas nos eixos ambiental, social e de governança na gestão de negócios de uma empresa para que ela se torne uma referência em responsabilidade”, explica a analista do Projeto Estratégico Ser ESG, Cristina Carvalho. Ela detalha que o ambiental são as atitudes sustentáveis para reduzir os impactos negativos ao meio ambiente. O social, por sua vez, preocupa-se com todas as pessoas envolvidas, interna e externamente, com a empresa. Por fim, o eixo de governança estabelece ações que visam garantir a sustentabilidade a partir de uma maior conformidade ambiental e social nos normativos, políticas e ações do Serpro e está cada vez mais alinhada aos outros pilares do ESG.

A promoção do Girls in ICT 2024 no Serpro esta está alinhada ao eixo Social do ESG, que contempla fomentar a inclusão digital e o interesse das mulheres na tecnologia.

Leia Mais

Outras Notícias