sexta-feira, maio 17, 2024

A convergência entre IA e sustentabilidade

Compartilhar

A sustentabilidade é fundamental para o sucesso da Inteligência Artificial (IA). A quantidade de energia e potência necessárias para utilizar cargas de trabalho de computação intensiva no treinamento de modelos de IA e executar inferências nestes modelos tem enormes implicações para as emissões de carbono e as mudanças climáticas. As aplicações de IA generativa, como o ChatGPT, por exemplo, consomem energia diária equivalente a 33 mil moradias nos Estados Unidos, número que pode aumentar nos próximos anos.

As empresas devem se concentrar no design, treinamento e implementação da IA para reduzir o impacto desta tecnologia nas emissões de carbono. Nesse sentido, elas podem aplicá-la em duas dimensões: promovendo implementações sustentáveis de IA e usando-a para resolver desafios relacionados à sustentabilidade.

Aspectos como oferta e demanda de energia, responsabilidade social e ambiental, importância da infraestrutura e inovação surgem como variáveis-chave na equação. Equilibrar oferta e demanda de energia é a interseção entre IA e sustentabilidade, o que requer foco na demanda e oferta de energia no data center. Por isso, usar IA para otimizar o uso de energia no ambiente do centro de dados é fundamental para operar de maneira eficiente e reduzir a pegada de carbono. Isso significa fornecer capacidade para cargas de trabalho de maior densidade de forma energeticamente eficiente, incluindo o uso de tecnologias avançadas de refrigeração líquida.

Por outro lado, também há oportunidades para contribuir para a economia circular ao se associar com iniciativas locais para melhorar a eficiência e reduzir resíduos em todo o ciclo de vida do data center. Ao mesmo tempo, o desafio de construir uma IA sustentável coloca a infraestrutura digital no centro do palco. Os modelos prometem facilitar tomadas de decisão sustentáveis e acelerar o cumprimento das metas de ESG. Mas, para que a IA produza resultados sustentáveis, primeiro precisa ser sustentável. Na atual “Era da IA generativa”, esse desafio inclui desde a mudança para soluções de refrigeração líquida até a colaboração em padrões seguros e escaláveis.

Inovar com responsabilidade

Na busca por um futuro digitalmente transformado, as empresas enfrentam o desafio de harmonizar a inovação com a responsabilidade. Isso envolve integrar a consciência social e ambiental no núcleo da IA empresarial, pavimentando o caminho para um futuro em que a tecnologia impulsione os negócios ao mesmo tempo que protege nosso planeta e nossa sociedade.

Para desenvolver infraestruturas digitais que suportam tecnologias avançadas como IA e que sejam sustentáveis, eficientes e seguras, é necessário investir em soluções energéticas ecológicas, otimizar o uso de recursos digitais e adotar medidas sólidas de proteção de dados. Esse enfoque transforma a IA empresarial em uma força dupla: para impulsionar o crescimento econômico e enfrentar os desafios ambientais e sociais. Por sua vez, promove uma estratégia holística que valoriza a inovação sustentável, garantindo um avanço tecnológico equilibrado e responsável.

Finalmente, prever tendências em IA sustentável implica antecipar inovações que reduzam seu consumo energético e seu impacto ambiental. Estão surgindo algoritmos de IA projetados explicitamente para sustentabilidade, que enfatizam tanto o desempenho quanto a eficiência energética. Além disso, espera-se avanços em hardware, como processadores adaptados às tarefas de IA que sejam de baixo consumo energético e baixa geração de calor.

Manter-se na vanguarda significa monitorar continuamente essas tendências e adotar proativamente tecnologias e metodologias ambientalmente respeitosas. Na interseção entre IA e sustentabilidade, as áreas mais proeminentes incluem a otimização de recursos que ela possibilita. Através da modelagem digital de infraestruturas com IA, as empresas gerenciam eficientemente o consumo de energia e preveem o impacto das mudanças climáticas. As iniciativas impulsionadas por essa tecnologia, que otimizam as cadeias de suprimentos para reduzir a pegada de carbono e a gestão de resíduos, também têm um grande potencial para promover a sustentabilidade.

Em resumo, para impulsionar resultados sustentáveis para as pessoas e para o meio ambiente em escala global e local, são necessárias novas formas de colaborar com clientes, fornecedores, parceiros e comunidades, onde quer que as empresas operem. Adotar uma abordagem de sustentabilidade baseada em ecossistemas e incorporar princípios de design sustentável à infraestrutura digital promete liberar um enorme potencial, à medida que todos colaboram para tornar a IA sustentável uma realidade.

Eduardo Carvalho, presidente da Equinix para a América Latina.

Leia Mais

Outras Notícias