sábado, maio 25, 2024

Economia circular: Tecnologia inédita reaproveita resíduos para produção do aço inox

Compartilhar

Um projeto inédito, desenvolvido por duas áreas distintas da siderúrgica Aperam – Suprimentos e Aciaria -, conseguiu transformar lama grossa do convertedor AOD-L, resíduo de um dos processos de produção de aço inoxidável na Aciaria, em um briquete rico em conteúdo metálico recuperado que pode ser novamente utilizado como matéria-prima na produção do aço.

A tecnologia é disruptiva e totalmente inserida no conceito de economia circular, ao evitar a disposição desses rejeitos no meio ambiente e permitir sua reutilização no processo produtivo da siderurgia.

Líder na produção de aço inoxidável e aços especiais da América Latina, a Aperam South America, localizada no Vale do Aço, em Minas Gerais, tem a sustentabilidade como princípio em todos os seus processos, tendo se tornado a primeira empresa em seu segmento a obter o balanço carbono neutro no mundo nos escopos 1 e 2.

O briquete recebeu o nome de BAP Steel e a implantação do projeto foi desenvolvido com apoio das gerências de Engenharia e Meio Ambiente da Aperam. Sua composição química permite que seja reutilizado no processo produtivo da aciaria no próprio sistema da Aperam, gerando economia no processo de produção e contribuindo de forma nobre com os propósitos ESG da empresa.

“Este projeto é mais um marco na história da Aperam, uma tecnologia inovadora, pura aplicação de economia circular e sustentabilidade, com impactos positivos para o meio ambiente e nos resultados da empresa”, comenta o Analista de Suprimentos Jean Campideli.

O diretor-adjunto de Compras da empresa, Ricardo Antunes, também comentou sobre o projeto. “Esta é uma solução inovadora, nos colocando como a primeira planta do mundo com esta tecnologia, e que trará benefícios muito significativos do ponto de vista ambiental, de sustentabilidade e financeiro”, comenta. Sebastião Miranda, gerente Executivo de Aciaria, afirma que “a solução torna o processo ainda mais sustentável e alinhado com os valores da Aperam”. 

O diretor de Desenvolvimento Industrial da Aperam, Humberto Marin, parabenizou a equipe pela inovação, que, segundo ele, além de reduzir custos, soluciona um passivo ambiental do processo produtivo do aço. “Esse trabalho será uma referência mundial”.

Entenda o processo

A lama usada no processo é oriunda do conversor AOD-L, principal equipamento utilizado na produção de aço inoxidável da Aperam. AOD é uma sigla que vem do inglês e significa descarburação com argônio e oxigênio – o processo de conversão do aço inoxidável ocorre através da injeção de uma mistura de oxigênio e gás inerte no banho metálico, com o objetivo de fazer a oxidação seletiva do carbono. A aciaria é a área da siderúrgica que transforma o ferro gusa em aço, sendo considerada uma etapa muito importante da produção.

Para se tornar realidade, as equipes Suprimentos e Aciaria, Engenharia e Meio Ambiente da Aperam, costuraram uma parceria com outras duas empresas: a PH Intralogística e a HpM (Hephaestus Metals Projetos e Equipamentos Ltda) – essas duas últimas formando a joint venture PH&HpM Tecnologias em Economia Circular -, que propiciou a instalação da primeira planta do mundo que tem agora a tecnologia. 

A produção do BAP Steel – O processo capaz de beneficiar a lama do convertedor AOD-L da Aciaria da Aperam permite a desagregação das microesferas (fração metálica) dos outros elementos contidos na lama (fração não metálica), concentrando essa fração metálica e elevando seu teor metálico de 55% para patamares superiores a 90%. 

 “Com isso, é possível submeter essa fração metálica a um processo especial de briquetagem sem a adição de aglomerantes e com resistência necessária para utilização no processo da aciaria, originando o produto final que é o briquete denominado como BAP Steel. Certamente, este é um passo importantíssimo para aumentar nossa participação dentro do conceito de economia circular com sustentabilidade”, acrescenta o gerente Executivo de Compras de Matérias-Primas, Marcio Siqueira, um dos idealizadores do projeto.

Leia Mais

Outras Notícias