sexta-feira, maio 17, 2024

Greentech Zaya busca simplificar cálculo de impacto ambiental

Compartilhar

A Zaya, greentech que ajuda empresas de todos os portes a calcular seus impactos ambientais, chega ao mercado com o objetivo de tornar a sustentabilidade um tema acessível. A startup oferece um software próprio que faz cálculos de impacto ambiental de maneira descomplicada e científica, disponibilizando ferramentas como a Análise de Ciclo de Vida e o Inventário de Gases de Efeito Estufa.

O principal plano da startup é se tornar a maior a parceira das empresas que querem atender às crescentes demandas de sustentabilidade, desde reportes e criação de produtos mais sustentáveis até exigências de regulamentações do Brasil e do mundo, como o Padrão ISSB (International Sustainability Standards Board) recentemente adotado pela CVM e o mecanismo CBAM (Carbon Border Adjustment Mechanism), já em vigor na Europa.

“Embora seja uma urgência de todos, sustentabilidade ainda é pauta de uma parcela pequena das empresas e corporações.  Para elas, o maior problema é que a mensuração desses impactos ainda é muito complexa, sendo realizada principalmente por consultorias, o que implica em altos custos, projetos demorados e informações estáticas. Esse processo desmotiva as empresas, que acabam baseando suas ações de sustentabilidade pelo senso comum e não por dados científicos, resultando em metas ambientais equivocadas e pouco impacto real”, explica a Cofundadora da Zaya, Isabela Basso.

Para auxiliar as empresas na sua jornada de mensuração e gestão do impacto ambiental, o software da Zaya possui dois módulos. O primeiro, já disponível, é uma ferramenta de Análise de Ciclo de Vida (ACV) que permite calcular e analisar o impacto ambiental completo de produtos e operações em dias e não mais meses, como é feito atualmente. O resultado vai além de emissões de gases de efeito estufa, calculando, também, o consumo de água, uso de terra e outros indicadores.

O segundo módulo é uma ferramenta de Inventário de Gases de Efeito Estufa, desenvolvida com base no Programa brasileiro GHG Protocol, para que empresas possam mensurar e reportar suas emissões corporativas agregadas. A previsão de lançamento é em junho de 2024. “Queremos que dados ambientais das empresas passem a ser integrados no dia a dia da operação, assim como aconteceu com dados financeiros, de RH e de produto” explica Otávio, cofundador da Zaya.

Fundada em 2023, a história da startup começou anos antes, quando Isabela, então executiva de sustentabilidade corporativa, identificou e viveu os problemas de mensuração e uso de dados ambientais de forma ágil para a tomada de decisão, que a levou a desenvolver o projeto da Zaya. Desde então, faz parte do portfólio da Oxygea, fundo de CVC com foco em sustentabilidade e transformação digital, para desenvolvimento do  produto e início de seu processo comercial.

Entre os maiores diferenciais da solução da Zaya, destacam-se a facilidade de uso e o custo acessível em comparação às alternativas existentes no mercado. Segundo os fundadores, o software torna ferramentas que até hoje eram “para poucos” em uma interface didática até para quem não é expert no tema. “Sustentabilidade não é apenas uma onda – é algo sério que deve impactar muito o cenário corporativo e empresarial nos próximos anos. A Zaya é a ferramenta que vai permitir que empresas de todos os portes entendam seus impactos ambientais com base na ciência e possam atuar de forma precisa para reduzi-los, sem dar espaço para greenwashing”, diz Isabela.

Leia Mais

Outras Notícias