sexta-feira, maio 17, 2024

Fundação Amazônia Sustentável adota gestão inteligente de dados para alavancar o crescimento sustentável da região

Compartilhar

A SAP e a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) implementaram um projeto inovador para a coleta, cruzamento e análise de dados relacionados às 21 mil famílias atendidas pela FAS na região Amazônica. A parceria entre FAS e SAP levou à criação de um novo sistema de gestão do conhecimento que amplia a eficiência e a transparência sobre a alocação de recursos na região.

O projeto é baseado em três ferramentas de ponta da SAP: o SAP Datasphere, que integra diferentes bancos de dados para oferecer análises consistentes e amplas sobre as diferentes atividades da FAS; o SAP Analytics Cloud, que oferece inteligência de dados e análise preditiva para o planejamento de ações futuras, e o SAP Sustainability Control Tower, que monitora e analisa dados de forma customizada para medir o impacto das ações da FAS em sua missão de atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) definidos pela ONU.

“Ao adotar tecnologias modernas de gestão de dados, a FAS amplia a sua capacidade de servir à população da Amazônia, obtendo conhecimento relevante sobre a efetividade de cada um dos nossos programas ao longo do tempo e, de maneira individual, nos territórios de atuação”, disse Michelle Costa, Superintendente de Gestão de Planejamento da FAS. “Além disso, também passamos a entregar ainda mais transparência aos nossos mantenedores, doadores e parceiros, por meio de uma visão muito mais ampla e integrada dos investimentos realizados, bem como do impacto socioambiental gerado.”

“A inteligência de dados será uma arma poderosa para a conservação da Amazônia e o crescimento sustentável das comunidades da floresta, pois ela entrega à FAS um nível inédito de entendimento sobre a efetividade dos projetos e seu impacto real na vida das pessoas” avaliou Junior Freitas, vice-presidente de Business Technology Platform da SAP Brasil. “A FAS agora faz uso do que existe de mais moderno na gestão da informação, e isso se traduz em mais eficiência e transparência na alocação de recursos. É um projeto que tem o potencial de transformar milhares de vidas e ampliar nossa capacidade de monitorar e mitigar os danos à floresta e às populações indígenas e ribeirinhas que habitam a região”.

Tomada de decisão baseada em dados

O projeto de gestão do conhecimento entrega para a FAS uma visão holística que possibilitará análises integradas de todas as operações e programas, cruzando temporalidade e territórios de atuação. A integração de bases de dados permite diferentes combinações e análises preditivas relacionadas à alocação de recursos contra o impacto real na comunidade.

A FAS consegue gerar diversos painéis de visualização de aplicação de recursos, possibilitando o detalhamento financeiro e análise de efetividade de cada um dos projetos operados pela FAS, utilizando dados completos sobre recebimento e uso do dinheiro captado via doações e, assim, mensurando impactos sociais e ambientais nas diferentes comunidades, localidades e aldeias.

Por meio do cruzamento de diferentes bases de dados, a FAS gera relatórios completos sobre sua gestão financeira, oferecendo aos seus parceiros inteligência sobre a alocação dos fundos entre os diferentes projetos – um salto na governança financeira e na transparência das prestações de contas da Fundação. Os parceiros da FAS também podem obter informações precisas sobre o impacto social e ambiental relacionado às suas doações, ajudando as empresas parceiras a tangibilizar suas atuações na conservação da floresta e no desenvolvimento sustentável.

Agora, a FAS cria painéis de dados com inteligência dinâmica sobre, por exemplo, a eficiência das cadeias produtivas das comunidades apoiadas pela FAS, que produzem e comercializam produtos como açaí, guaraná, farinha de Uarini e outros. Também é possível acompanhar dados referentes aos empreendimentos comunitários apoiados pela Fundação, monitorando desempenho de negócios, eficiência na produção ou quantidade de turistas resultante dos movimentos de pequenos empreendedores. Por fim, a FAS conseguirá acompanhar a evolução de dados socioeconômicos de seus beneficiários, entregando uma visão completa da efetividade dos projetos em cada uma das comunidades, localidades e aldeias atendidas, o que guiará a tomada de decisão para investimentos futuros.

Novos projetos de gestão do conhecimento em andamento

Com toda a plataforma tecnológica de gestão de dados em atividade, a FAS está agora estudando todas as diferentes formas de utilização da tecnologia para ampliar a eficiência das operações da Fundação e de seus projetos.

Estão em estudo e prototipagem novos painéis de dados que ampliarão a visibilidade da alta gestão sobre as operações da Fundação; painéis sobre as alianças de enfrentamento às emergências socioambientais, a exemplo da Aliança Amazônia Clima, um movimento cidadão e coletivo de combate aos efeitos da crise climática na região Amazônica; sobre a estratégia de pagamento por serviços ambientais, será possível ter acesso a todos os dados históricos dos programas e projetos que contribuíram para a evolução da renda dos beneficiados ao longo do tempo; um painel para a gestão dos recursos humanos da FAS, com histórico de desempenho dos colaboradores; e um painel geral de gestão voltado à tomada de decisões em futuros projetos.

Histórico da parceria entre SAP e FAS

Desde 2015, a SAP apoia um projeto de desenvolvimento sustentável e conservação da Amazônia em parceria com a FAS por meio de tecnologia, educação e empreendedorismo. O suporte da SAP às ações envolve doações de software, organização de voluntariado presencial ou virtual, consultoria, inclusão digital e mentoria a pequenos empreendedores de negócios sustentáveis, envolvendo respectivamente o Programa de Gestão e Transparência, Programa de Empreendedorismo e Negócios Sustentáveis da Amazônia (PENSA) e Incubadora de Negócios da FAZ.

Na comunicade Bauana, situada na Reserva de Desenvolvimento Sustentável de Uacari, a 800 km de Manaus, a companhia apoiou um grupo de jovens na criação de uma Empresa de Base Comunitária (EBC Bauana) com doação de verba, mentoria e implementação do software SAP BusinessOne para gestão do modelo de negócio. Trata-se de uma iniciativa empreendedora responsável pela organização produtiva e beneficiamento de sementes de andiroba e murumuru para produção de óleo vegetal, que atualmente beneficia mais de 300 famílias.

Outros negócios apoiados pela incubadora da FAS nas comunidades ribeirinhas e indígenas também recebem apoio da SAP com voluntariado e investimento de capital semente: duas fábricas de farinha, cadeia produtiva do cacau, turismo de pesca esportiva, manejo do Pirarucu, pousada para turismo sustentável e restaurante de comidas indígenas.

Em 2018, a incubadora recebeu mentoria de executivos da SAP para a escolha e priorização de projetos. Durante a pandemia, a empresa apoiou esses negócios na resolução de problemas e busca por novas fontes de renda envolvendo diretamente sua alta liderança, como uma sessão de design thinking altamente qualificada realizada presencialmente em março de 2022, em São Paulo, com cerca de 20 executivos da SAP e três empreendedores que vieram da Amazônia para a ocasião.

Leia Mais

Outras Notícias