quarta-feira, maio 22, 2024

Veículos eletrificados crescem 145% no trimestre e têm segundo melhor mês da história

Compartilhar

Março encerra o primeiro trimestre de 2024 com ótimos números para o mercado de veículos leves eletrificados no Brasil, posicionando-se como o segundo melhor mês da série histórica da ABVE (Associação Brasileira do Veículo Elétrico), com 13.613 emplacamentos. De janeiro a março, as vendas de eletrificados chegaram a 36.090 e bateram mais um recorde, com aumento de 145% sobre o mesmo período do ano anterior (14.786).

Os 13.613 emplacamentos de março representam um crescimento de 127% sobre março de 2023 (5.989). Em relação a fevereiro de 2024 (10.451), o aumento foi de 30%. As vendas do mês só foram superadas pelo recorde de dezembro de 2023 (16.279). Esse desempenho é impulsionado por uma série de fatores, incluindo investimentos na infraestrutura de recarga, incentivos do programa governamental Mover, uma ampla oferta de modelos e campanhas de divulgação realizadas pelas montadoras.

“Os números confirmam o que temos afirmado há vários meses: o consumidor brasileiro gosta cada vez mais do veículo elétrico e dá preferência aos produtos mais modernos e sustentáveis”, disse o presidente da ABVE, Ricardo Bastos. “Esse processo tende a se aprofundar, desde que o governo continue dando as sinalizações corretas, como tem dado até agora”, acrescentou o executivo.

“O resultado será o desenvolvimento de uma ampla cadeia produtiva e industrial associada ao transporte elétrico no Brasil e a consolidação da eletromobilidade como uma das rotas tecnológicas da descarbonização da economia”, concluiu Ricardo Bastos.

PLUG-IN

O primeiro trimestre de 2024 também consolidou a liderança dos veículos leves elétricos plug-in (BEV+PHEV) no mercado brasileiro, com nada menos de 24.766 emplacamentos, ou 68% dos 36.090 eletrificados comercializados no período. São números especialmente importantes, pois representam um total de 5,1% de participação (market share) sobre as vendas domésticas totais de automóveis e comerciais leves, de todos os tipos de motorização no período (483.303, segundo a Fenabrave).

Isso significa que o mercado brasileiro de veículos plug-in (que têm recarga externa) já ultrapassou o marco simbólico de 5% das vendas totais do setor automobilístico. Este índice é internacionalmente conhecido como o limiar para a consolidação de uma nova tecnologia.

No primeiro trimestre, foram 14.134 BEV 100% elétricos vendidos, com um aumento expressivo de 614% nesse segmento sobre o mesmo período de 2023 (1.980). Quanto aos elétricos híbridos plug-in PHEV, no acumulado do primeiro trimestre as vendas foram de 10.632 veículos – crescimento também acentuado de 114% sobre o primeiro trimestre de 2023 (4.959).

No primeiro trimestre, a participação de mercado dos eletrificados de todas as tecnologias (BEV+PHEV+HEV+MHEV) sobre o total das vendas domésticas no período foi ainda mais alta: 7,5% (36.090, sobre 483.303 – Fenabrave).

Em março, os 13.613 emplacamentos do mês atingiram uma participação de mercado ainda maior: 8% (sobre 175.982 unidades – Fenabrave). Os números crescentes de participação de mercado reforçam a previsão da ABVE de que os eletrificados poderão atingir 10% das vendas totais do setor ainda neste ano.

Tecnologias

Na divisão por tecnologias, os BEV 100% elétricos continuam dominando os emplacamentos do segmento de eletrificados leves, não apenas em março, mas em todo o trimestre. Em março, as vendas de BEVs atingiram 6.137 unidades, com aumento impressionante de 945% sobre o mesmo período do ano anterior (587).

Os híbridos plug-in PHEV registraram, em março, 3.128 emplacamentos, com aumento de 49% sobre o mesmo mês do ano passado. Entretanto, em relação a fevereiro (3.594), houve uma queda de 13% nesse segmento.

Quanto aos híbridos tradicionais HEV e MHEV, março registrou 4.348 unidades emplacadas, sendo 2.020 híbridos flex (HEV flex), 1.221 híbridos a gasolina e 1.107 híbridos mild (MHEV). Esse resultado representa um aumento de 31,5% das vendas dos híbridos não plug-in sobre março de 2023 (3.307). Em relação a fevereiro deste ano (3.218), o crescimento foi de 35%.

Modelos e montadoras

Em março, as três montadoras que lideraram os emplacamentos de veículos leves eletrificados foram BYD (6.213), Toyota (1.908) e GWM (1.705). As três foram responsáveis por 72% dos 13.613 emplacamentos de eletrificados do mês.

No acumulado do 1º trimestre de 2024, as cinco montadoras que mais emplacaram eletrificados, foram:

1º – BYD (14.939)

2º – GWM (5.735)

3º – Toyota (5.049)

4º – CAOA Chery (2.127)

5º – Volvo (1.606).

Leia Mais

Outras Notícias