sábado, maio 25, 2024

ONG investe US$ 3,4 bilhões para acabar fome e desnutrição infantil

Compartilhar

A ONG World Vision (Visão Mundial), organização fundada desde 1950, presente em 100 países, anunciou um investimento de US$ 3,4 bilhões, aproximadamente R$ 16,7 bilhões, com o objetivo de combater a fome e a desnutrição infantil em escala global. Esta iniciativa ambiciosa visa auxiliar mais de 125 milhões de crianças em 67 países.

O aumento alarmante no número de crianças vítimas de fome e desnutrição, após mais de 40 anos de declínio nas taxas mundiais de mortalidade infantil, é atribuído principalmente à guerra na Ucrânia e à crise climática. Segundo estudo conduzido pela ONG World Vision em parceria com Ipsos, intitulado Not Enough: Global Perceptions on Child Hunger and Malnutrition (“Insuficiente: Percepções Globais sobre Fome Infantil e Desnutrição”), realizado no segundo semestre de 2023, 45% das mortes entre crianças de zero a cinco anos são causadas por má nutrição.

No ano passado, em setembro, a organização anunciou seu compromisso de investir US$ 1,2 bilhão em doações de fontes privadas e empréstimos de microfinanciamento concedidos pelo VisionFund – provedor de microfinanças da World Vision – a famílias em situação de fome, além de US$ 2,2 bilhões de doadores institucionais, como governos e agências da ONU, que apoiam o trabalho da instituição.

O investimento reflete também no lançamento da campanha Enough (ou “Já Chega”, na tradução para o português), que representa o mais recente esforço da organização para chamar a atenção à emergência global da fome. A iniciativa foi concretizada no evento realizado em Nova York, em setembro, durante as reuniões da Assembleia Geral das Nações Unidas, onde líderes e representantes da World Vision, governantes, doadores, agências da ONU, organizações da sociedade civil e líderes religiosos uniram forças e recursos para auxiliar nas ações.

“Essa emergência global está devastando a vida de crianças em contextos humanitários e de desenvolvimento. É necessário agir com urgência para evitar que milhões de pessoas sofram de fome e desnutrição.” afirma Andrew Morley, presidente da World Vision International. Morley também ressalta: “O sucesso dessa iniciativa requer não apenas a distribuição imediata de alimentos, mas também a implementação de soluções sistêmicas que abordem todos os aspectos da cadeia de produção e distribuição de alimentos, bem como mudanças permanentes nas políticas e práticas que promovam uma alimentação saudável.”

A iniciativa da World Vision também incluirá uma campanha para melhorar os sistemas de coleta de dados em nível nacional e global, visando trazer a realidade desses jovens. A previsão é ser lançada em meados deste ano.

Leia Mais

Outras Notícias