quarta-feira, maio 22, 2024

Ninhos artificiais de madeira para a arara azul contribuem com a conservação da biodiversidade no Pantanal

Compartilhar

O preparo do planeta para o futuro não envolve somente o bem-estar dos seres humanos. A conservação da biodiversidade, da fauna e da flora é um fator imprescindível para essa proposta. Um exemplo disso é o trabalho realizado pelo Instituto Arara Azul para a proteção dessa espécie no Pantanal Brasileiro. Em 2023, 87% dos filhotes monitorados por ele voaram de ninhos artificiais, feitos de madeira e que oferecem uma cavidade adequada, garantindo a segurança e facilitando a reprodução desses animais.

Por isso, a Starrett, uma das maiores fabricantes de serras, ferramentas e instrumentos de medição do mundo, apoia essa organização não governamental (ONG), fornecendo equipamentos para a construção de ninhos para as aves.

O instituto tem como principal finalidade a promoção da conservação ambiental. Ele desenvolve projetos de proteção, como o Arara Azul, executado há 34 anos no Pantanal, com o objetivo de manter as populações viáveis da espécie em vida livre no seu habitat natural a médio e longo prazo.

Por meio de ações de monitoramento, educação ambiental e manejos, como o plantio das árvores utilizadas pelas araras, a construção e instalação dos ninhos artificiais contribuem para a conservação dessas aves na região e de outras espécies que ocupam os ninhos artificiais. Nesse último caso, a Starrett foi responsável por fornecer materiais para facilitar o trabalho de confecção desses refúgios. Atualmente, são 112 os ninhos ocupados pelas araras azuis. Os ninhos artificiais foram criados e adaptados, ao longo dos anos, por Neiva Guedes, bióloga e doutora em zoologia, como uma forma de minimizar o impacto na espécie em virtude da falta de cavidades na natureza para a reprodução da espécie.

“Esse projeto é totalmente alinhado às nossas ações para garantir o futuro do planeta e ao nosso portfólio de produtos para corte de madeira, que possui as ferramentas adequadas para auxiliar o instituto na construção de ninhos artificiais para as araras”, explica o Presidente da Starrett Brasil, Christian Arntsen.

“Os ninhos são extremamente importantes para ofertar cavidades e permitir que haja a melhoria no sucesso reprodutivo da espécie, com o consequente aumento da população das araras no Pantanal. A parceria com a Starrett vem para intensificar a construção dessa estrutura, contribuindo, também, para proteger os animais contra a perda de árvores grandes, capazes de fornecer cavidades do tamanho necessário, devido aos efeitos das mudanças climáticas e incêndios”, detalha a Diretora Executiva do instituto, Eliza Mense.

O apoio da Starrett se estendeu, ainda, para o envio de instrumentos de medição, como por exemplo, as trenas a laser. “O Instituto Arara Azul também conta agora com uma máquina de serra de fita, própria para o manejo da madeira. Além disso, a Starrett disponibilizou um técnico da empresa, que se deslocou ao Pantanal para treinar as pessoas responsáveis pelo uso do equipamento e de todas as ferramentas doadas”, reforça Arntsen.

Contato com a Fundação Toyota

O contato inicial entre o Instituto Arara Azul e a Starrett foi possível por meio da Fundação Toyota do Brasil, um parceiro em comum entre a ONG e a empresa de serras, ferramentas e instrumentos de medição. A entidade possui o objetivo de promover a sustentabilidade, atuando em causas ambientais que proporcionem o equilíbrio entre as áreas urbanas, rurais e silvestres.

A Coordenadora de Estratégia da fundação, Luciana Kamimura, explica a importância da união de diversas frentes para a construção do futuro do Brasil e do mundo. “Não fazemos nada sozinhos. O que executamos em prol da biodiversidade é do interesse global e da nação. Tem sido cada vez mais difícil termos ambientes conservados para que as futuras gerações, de nós humanos e de outros seres vivos da natureza, possam usufruir. Por isso, é sempre válido envolver os parceiros em quem confiamos na seriedade do trabalho, como é o caso da Starrett, para caminhar em conjunto nessa construção”, relata.

Agenda ESG

A parceria com o Instituto Arara Azul faz parte do compromisso da Starrett com a agenda ESG, entrando para o conjunto de ações desenvolvidas e apoiadas pela empresa em prol do desenvolvimento socioeconômico e ambiental de forma local e nacional. Entre 2022 e 2023, algumas das campanhas promovidas foram a de doação de sangue, suporte a mulheres em situação de vulnerabilidade social, plantio de mudas nativas, além de medidas internas para a produção com sustentabilidade ambiental e energética.

“Entendemos a importância e a urgência da realização desse trabalho em prol do planeta e da nossa comunidade. Por meio de ações como essas, podemos produzir um impacto positivo nas pessoas, no meio ambiente e da sociedade como um todo. Planejar o futuro exige que tomemos providências já no presente, e, nesse sentido, nos colocamos na linha de frente para ajudar a desenvolver o mundo de forma sustentável, encerra Christian Arntsen.

Leia Mais

Outras Notícias