sexta-feira, maio 17, 2024

Hidrovias do Brasil inaugura solução inovadora para a logística de fertilizantes em Santos, em parceria com a Rumo

Compartilhar

A Hidrovias do Brasil, empresa de soluções logísticas integradas, e a Rumo, maior concessionária de ferrovias do país, celebram o início da parceria para uma logística integrada, em projeto revolucionário, para o transporte de fertilizantes em Santos (SP). Atendendo à crescente demanda do mercado brasileiro, estimado em US$ 35,78 bilhões em 2024 e projetado para atingir US$ 49,68 bilhões até 2030, de acordo com a pesquisa realizada pela Mordor Intelligence, as empresas uniram forças para superar desafios logísticos, tributários e tecnológicos.

A operação será fundamentada em um conceito inovador da Hidrovias do Brasil, com a otimização do frete ferroviário atrelada à eficiência logística. Esta operação no transporte de fertilizantes será pioneira na margem direita do Porto de Santos, integrando o terminal portuário STS20, operado pela Hidrovias do Brasil, ao transporte ferroviário. Ao todo, espera-se um volume anual aproximado de 500 mil toneladas de fertilizantes, com uma média de 20 vagões por dia.

Atualmente, responsável por cerca de 8% do consumo global de fertilizantes, o Brasil se destaca como o quarto maior consumidor mundial, seguido apenas pela China, Índia e Estados Unidos, de acordo com dados do Ministério da Agricultura e Pecuária. O crescimento exponencial da demanda nacional, superando a oferta, tem sido suprido por importações.

Além de atender às necessidades dos clientes existentes, a nova operação de expedição de fertilizantes por meio do terminal STS20 promete diversificar a operação da Hidrovias do Brasil em Santos, gerando novas oportunidades de empregos e contribuindo com o desenvolvimento da economia local.

“As obras de modernização das vias férreas que atravessam São Paulo e o Centro-Oeste aumentam a eficiência e a segurança da operação ferroviária. E a nossa parceria com a Hidrovias do Brasil reforça a excelência no atendimento ao agro, que escoa grãos para o Porto de Santos e, cada vez mais, se beneficia com o retorno dos vagões carregados com fertilizantes que descarregam os produtos em nossos de terminais de Rondonópolis (MT) e de Rio Verde (GO)”, explica Fabio Henkes, diretor Comercial da Rumo.

“É preciso ressaltar que a operação ferroviária tem um forte impacto na descarbonização da nossa matriz de transporte. A nossa estimativa é que a movimentação de fertilizantes neste ano, em parceria com a Hidrovias do Brasil evitará, em média, a emissão de mais de 63 mil toneladas de CO2, um volume que corresponde a uma emissão feita por 8.216 casas e 15.004 carros”, comenta Henkes.

A movimentação dos fertilizantes pelos trilhos também atende a demandas nacionais e globais. “Ao abrir essa nova opção logística via Porto de Santos, contribuímos para o Plano Nacional de Fertilizantes, que é a estratégia do governo federal para promover vantagens competitivas para o país. Entre os objetivos, estão a melhoria no processo de distribuição desses produtos. Além disso, a facilidade logística induz o aumento da produção agrícola, considerando que a fronteira agrícola mato-grossense já se encontra praticamente em exploração total”, completa Henkes.

Leia Mais

Outras Notícias