quarta-feira, maio 22, 2024

SoulCode Academy capacita adolescentes e jovens de ONG’s e democratiza a educação tecnológica no país

Compartilhar

A SoulCode Academy – edtech brasileira que tem como propósito a educação tecnológica, inclusão digital e impacto social, é uma das pioneiras nas parcerias com ONGs e começou esse trabalho há mais de 2 anos, no início de 2022. Desde então mais de 300 jovens e adolescentes já foram capacitados no modelo híbrido de educação, com aulas presenciais e on-line, contando com todo o apoio pedagógico e liderança das organizações para que possam aplicar os aprendizados digitais no dia a dia de forma prática e real, gerando novas oportunidades e perspectivas de futuro.

“Nossa missão é democratizar o acesso à educação digital, com o propósito de capacitar os adolescentes e jovens, vulneráveis digitais e sociais, com as habilidades necessárias para navegar no mundo de hoje e ter oportunidades reais no futuro, utilizando a educação e tecnologia como meio de transformação pessoal e coletiva”, afirma Carmela Borst, CEO e sócia-fundadora da SoulCode Academy, destacando a intenção de promover um impacto sustentável e positivo através da educação.

Neste ano, a edtech continua e reforça parceria com ONGs de todo o Brasil, disponibilizando mais de 300 bolsas 100% gratuitas, com Inteligência Artificial e algumas delas com aulas de programação de games. No primeiro semestre, a SoulCode terá como parceiras educacionais as ONGs: Fundação Crescer, Casa do Zezinho, Instituto Verdescola e Instituto Resgatando Vidas. As aulas inaugurais acontecerão no período de 04 a 18 de março.

Os programas – que duram entre 3 e 6 meses – são completos e possuem metodologia exclusiva SoulCode, contemplando aulas ao vivo, on-line, presenciais, mentorias e soft skills; todos em português e integrados com a área pedagógica de cada Instituição.

Ao longo do período de formação desses jovens, serão construídas histórias reais de transformação. Temos como exemplos jovens que conseguiram seu primeiro emprego depois de formados, outros que criaram projetos como marketplace para ampliar a venda de doces e bolos de empreendedores das comunidades, desenvolvimento de sites para negócios de pessoas próximas ou da família e até mesmo a criação de aplicativos; um deles para acompanhamento de saúde das pessoas ao entorno da comunidade.

“Um estudo recente do Banco Mundial revela que o Brasil ocupa a última posição em competências digitais na América Latina, uma realidade que afeta negativamente o desenvolvimento econômico do país. Com a missão de apoiar a mudança dessa realidade, a SoulCode se dedica a fomentar o crescimento e a inovação por meio da educação digital, preparando o caminho para um futuro tecnologicamente avançado e economicamente próspero”, pontua Carmela.

Leia Mais

Outras Notícias