sábado, maio 25, 2024

Vivo celebra marco histórico de equidade de gênero entre atletas nos Jogos de Paris

Compartilhar

Em um ano marcado pelo esporte, a Vivo, patrocinadora do Comitê Olímpico do Brasil, celebra, antes mesmo do início dos Jogos de Paris, a quebra de um recorde: pela primeira vez, depois 128 anos, o número de atletas femininas competindo será igual ao do masculino. Por isso, no Dia Internacional da Mulher, a Vivo lança a campanha #JáEraTempo, uma forma de reconhecer e enaltecer os avanços em prol da equidade de gênero no maior evento esportivo do mundo.

Com criação da Suno United Creators, a campanha começa com um filme que faz uma provocação sobre a força e a notoriedade das atletas, reforçando a grandiosidade dessa evolução na história dos Jogos Olímpicos. O filme terá inserções em TV Aberta, Pay TV e no digital, além de uma ação com influenciadoras na plataforma X para repercutir o tema. No dia 8 de março, a Vivo estará junto com a Cazé TV em uma mesa redonda que vai tratar o tema da equidade de gênero e contará com a participação da jogadora Tamires Dias, do futebol feminino. Na mesma data, a marca ainda fará uma ativação nos principais portais de comunicação online, ao homenagear os nomes das atletas brasileiras que participaram ao longo da história dos mundiais e tiveram um papel importante nessa conquista por paridade. É uma maneira da Vivo reconhecer que essa é uma jornada que começou há muito tempo, com as pioneiras nos esportes, e segue viva para inspirar as novas gerações.

Mulheres na Vivo

No mês das mulheres, a Vivo dará continuidade à discussão do tema com seu público interno em uma live sobre Mulheres Plurais, com o objetivo de desconstruir estereótipos de gênero, buscar igualdade, combater a violência e os comportamentos tóxicos, além de enaltecê-las dentro e fora da Vivo. A ação faz parte da Jornada da Diversidade que, a cada mês, discute temas relevantes com seus colaboradores. Cada assunto é acompanhado de uma política, ação ou benefício.

Desde 2018, a Vivo possui um sólido programa de diversidade, pautado em Gênero, LGBTI+, Raça e Pessoas com Deficiência. No pilar gênero, a companhia tem realizado uma série de ações para incentivar e preparar suas colaboradoras na construção de suas carreiras, seja ampliando a representatividade feminina nos cargos de liderança, seja apoiando-as durante a gestação e no retorno da licença parental ou até mesmo ajudando-as a se sentirem mais autoconfiantes e seguras na vida profissional.

Atualmente, cerca de 45% do quadro de colaboradores da Vivo é composto por mulheres e a companhia tem investido em programas para formação e desenvolvimento de lideranças, alguns dedicados exclusivamente a elas, como o WIL – WOMEN’s IN LEADERSHIP – realizado em parceria com a Startse University, e tem como objetivo o desenvolvimento profissional das mulheres e aperfeiçoar a liderança em posições estratégicas. Com carga horária total de 30 horas, em 8 semanas, com speakers nacionais e internacionais e turmas com executivas de outras empresas, proporcionando assim o networking. Hoje, 37,3% das posições de liderança executiva são ocupadas por elas e a Vivo está entre as empresas com o maior número de mulheres no Conselho de Administração, com 33% de representatividade. 

Entre outras iniciativas dedicadas às colaboradoras estão programas de mentoria feminina focada em mulheres high potential, Academia de Líderes e um banco de talento de mulheres identificadas como “alta performance”, que também passam por treinamentos e processos de aprendizados para ampliar suas habilidades e torná-las cada vez mais aptas aos cargos.

Leia Mais

Outras Notícias