sábado, maio 25, 2024

Sitawi Finanças do Bem e Instituto Sabin abrem captação para negócios de impacto

Compartilhar

A Sitawi Finanças do Bem e o Instituto Sabin abriram nova chamada para negócios de todo o Brasil que buscam impulsionar suas atividades e impacto positivo. O prazo para se inscrever vai até 19 de março e visa selecionar empreendimentos aptos a captar entre R$ 100 mil e R$ 500 mil em uma rodada de investimento na Plataforma de Empréstimo Coletivo da Sitawi. Além do acesso aos recursos necessários, a Sitawi oferece acompanhamento e apoio na estruturação financeira para garantir o pagamento do empréstimo coletivo.

Entre os atrativos para os empreendedores sociais, estão a carência de 6 meses e até 30 meses para pagamento. O empréstimo coletivo permitirá que os negócios tenham acesso a crédito com juros pré-fixados, de Selic +2% ao ano. Para participar, além de possuir um negócio viável e capacidade de pagamento do empréstimo, as organizações devem possuir CNPJ e estar voltadas para impacto positivo, sem restrição de tema (social, ambiental, entre outros).

“O investimento de impacto, embora em ascensão em reconhecimento e valor movimentado, ainda enfrenta grandes barreiras para a participação do investidor comum. Enquanto isso, os negócios de impacto buscam capital para expandir e continuar influenciando positivamente o meio ambiente e a vida de muitas pessoas. Nosso objetivo é integrar cada vez mais o investimento de impacto à rotina das pessoas, não apenas facilitando a captação de recursos financeiros, mas também fornecendo suporte contínuo para o desenvolvimento e o acompanhamento dos negócios em nossa plataforma”, comenta Ana Beatriz Villela, Coordenadora Sênior de Impacto de Investimento da Sitawi.

A Sitawi foi uma das pioneiras no investimento de impacto no Brasil e está ampliando suas operações para reduzir as barreiras em direção à democratização do investimento com impacto no país. Essa plataforma nasceu de uma colaboração dedicada a aumentar o capital disponível para impacto social e também a potencializar o efeito desse capital: de um lado, a experiência de mais de 15 anos da Sitawi em investimento de impacto; do outro, o Instituto Sabin, com sua expertise em inovação financeira voltada para o social.

“Neste ano comemoramos 5 anos como parceiros estratégicos da Plataforma de Empréstimo Coletivo da Sitawi. A parceria duradoura mostra nossa confiança no propósito e, especialmente, na eficiência da plataforma. Por meio dela, conseguimos contribuir para nosso eixo estratégico, que busca o fortalecimento de ecossistemas de organizações de impacto de todo o Brasil, de duas formas: ampliando o acesso a um capital paciente e empático por empreendedores sociais brasileiros e viabilizando que todo brasileiro se torne um investidor de impacto”, declara Gabriel Cardoso, gerente-executivo do Instituto Sabin.

Inscrição

Os negócios interessados podem se inscrever até o dia 19 de março de 2024, pelo site da Plataforma Sitawi. Na inscrição será necessário descrever aspectos da organização, como sua missão, finanças, impacto gerado e objetivo da captação.

Seleção dos negócios

A Sitawi, que desde 2008 mobiliza capital a negócios de impacto socioambiental positivo, fará os processos de avaliação e seleção dos negócios. As organizações que se encaixarem no propósito dessa chamada passarão por uma análise criteriosa e aprofundada de dados financeiros, operacionais e de impacto.

A etapa de análise compreende uma pesquisa detalhada sobre a situação financeira e contábil da organização, bem como do modelo de negócio, avaliando a capacidade de pagamento deste empréstimo.

Entre os critérios financeiros analisados estão histórico de geração de receita, fluxo de caixa e planejamento. Além disso, a equipe da Sitawi faz projeções financeiras e estudos de sensibilidade, com a criação de cenários para avaliar a capacidade de pagamento do financiamento e a saúde econômica da organização.

Quanto ao negócio, serão avaliados a governança, fibra ética, capacidade de execução, o mercado em que está inserido e seu modelo de negócio. Em relação ao impacto, a Sitawi estuda tanto a extensão (por exemplo, quantas pessoas serão beneficiadas ou quantos hectares de floresta nativa serão preservados) como a profundidade do impacto (por exemplo, em que medida essa iniciativa melhora a vida dessas pessoas). A avaliação também inclui entrevistas com fundadores, funcionários, clientes, beneficiários e outros atores relevantes para a organização.

As organizações selecionadas e aprovadas no processo de análise irão captar pela Plataforma Sitawi através do modelo Peer-to-Peer Lending (P2P), que é a junção de capital proveniente de diversas fontes (pessoas físicas ou jurídicas), por meio de uma plataforma digital.

Além da captação de recursos para alavancar suas operações e aumentar a escala do seu impacto, os empreendedores selecionados têm acesso a mentorias para os seus negócios e um acompanhamento personalizado pela equipe de especialistas da Sitawi.

Rodadas de investimento

Na outra ponta desta relação entre unir quem precisa e age, com quem acredita e pode apoiar, estão as Rodadas de investimento, momento que reúne interessados em aportar capital para negócios do bem em todo o país. Desde 2019, através de sua Plataforma de Empréstimo Coletivo, a Sitawi já realizou 14 rodadas de investimento, que contribuíram para mobilizar capital para mais de 30 negócios de impacto socioambiental positivo, com o apoio de mais de 700 investidores. Já no montante geral de Investimento de Impacto, a atuação da Sitawi Finanças do Bem – pioneira neste segmento desde 2008 – totaliza mais de R$ 30 milhões mobilizados para além de 60 negócios.

Modelo de blended finance

O blended finance (ou capital misto) é a combinação de diferentes capitais com expectativas de retorno diferentes, em termos de taxas e de tempo de retorno. A Plataforma Sitawi utiliza esse mecanismo, combinando capital proveniente de diferentes meios – doações ou investimentos – para que sejam atrativos tanto para o empreendedor social quanto para o investidor de impacto.  Assim, a Sitawi possibilita o crescimento de organizações que geram impacto socioambiental positivo no mundo. O modelo é estrategicamente usado para estimular investimentos em projetos que contribuem para alcançar as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecidas pela ONU.

Leia Mais

Outras Notícias