sexta-feira, maio 17, 2024

Vale conclui instalação de sistema de baterias no Terminal Ilha da Guaíba

Compartilhar

A Vale concluiu, no Terminal da Ilha Guaíba (TIG), no Rio de Janeiro, a instalação de um dos maiores sistemas de armazenamento de energia em bateria para suprimento de demanda elétrica do país. Em funcionamento desde o segundo semestre do ano passado, o BESS (Battery Energy Storage Systems, na sigla em inglês), reduziu em 55% a demanda de energia elétrica no horário de ponta. Ao complementar o fornecimento pela rede elétrica da concessionária nesse horário, quando a tarifa é mais cara, a implantação permitiu a redução de 40% no gasto com a distribuidora de energia local que atende ao TIG.

Composto por baterias de íon-lítio fabricadas pela Tesla e utilizando engenharia de software da empresa Micropower para gestão de consumo, o equipamento é carregado sempre que a demanda elétrica do TIG está baixa para, assim, complementar o fornecimento da concessionária nos momentos em que tarifa de demanda for mais alta.

“O sistema pioneiro aplicado no TIG é, hoje, o maior do país em um consumidor final e lança as bases para aumento do uso desta tecnologia dentro da empresa, para suprir variadas necessidades. Ao reduzir o uso da rede elétrica, justamente no horário em que o consumo do país inteiro é maior, contribuímos para evitar o acionamento de usinas termelétricas que utilizam como base o combustível fóssil, que nesse horário costumam ampliar sua participação para reforçar o sistema interligado nacional”, afirma Ludmila Nascimento, diretora de Energia e Descarbonização da Vale.

Desenvolvido em parceria com a Siemens e a Micropower, joint-venture com participação da Comerc Energia, Siemens e Equinor, a tecnologia está alinhada com a estratégia de descarbonização da Vale. As baterias são produzidas com a tecnologia de íons de lítio e possuem capacidade de armazenamento de 10 megawatts-hora, o suficiente para atender a 45 mil residências por uma hora. Sozinhas, podem abastecer metade de todos os equipamentos do terminal de minério ao mesmo tempo durante duas horas por dia.

“Estamos muito felizes por contribuir com um sistema robusto de armazenamento em uma operação tão grande quanto essa que a Vale possui. Poder economizar 40% do valor de uma fatura mensal de demanda é um valor significativo, e isso mostra a alta capacidade do nosso sistema”, afirma Sergio Jacobsen, CEO da Micropower.

Recentemente, a Vale anunciou investimento de ao menos US$ 2 bilhões para reduzir em 33% suas emissões absolutas diretas e indiretas até 2030, com base nas premissas do Acordo de Paris, além da intenção de zerar suas emissões líquidas até 2050.

Leia Mais

Outras Notícias