sábado, maio 25, 2024

Usina solar é inaugurada no Interior de SP e inicia serviço de assinatura para consumidores

Compartilhar

Consumidores de mais de 227 municípios do Estado de São Paulo acabam de ganhar um serviço inédito de assinatura de energia solar. Foi inaugurada nesta terça-feira, 20, uma usina fotovoltaica no município de Américo de Campos, no noroeste paulista, para atender de forma remota pequenas e médias empresas localizadas em toda a área de concessão da distribuidora Elektro, incluindo a Grande São Paulo, Arujá, Cabreúva, Caieiras, Francisco Morato, Franco da Rocha, Mairiporã e Santa Isabel, além do litoral, em cidades como Bertioga, Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe e Ubatuba.

A nova usina solar no estado é fruto de uma parceria entre a GreenYellow, multinacional especializada em transição energética, responsável pelo projeto, e a Sun Mobi, enertech pioneira no serviço de assinatura de energia solar no País, que será responsável pela gestão, comercialização e relacionamento com os clientes.  

A proposta do novo empreendimento, que possui 5 megawatts (MW) de potência instalada, é democratizar ainda mais o acesso à tecnologia fotovoltaica para os consumidores paulistas do um jeito simples, moderno e 100% digital, sem a necessidade de investimento e/ou obras nos imóveis dos assinantes.    

O novo serviço, que pode ser contratado de forma online, do mesmo jeito que é feito com streaming ou tv à cabo, também chega na região norte do estado de São Paulo, em cidades como Araras, Atibaia, Campos do Jordão, Leme, Limeira, Mogi Guaçu e Rio Claro, bem como na região sul do território paulista, em municípios como Capão Bonito, Piedade, Registro e Tatuí, e na região noroeste, abrangendo Andradina, Dracena, Fernandópolis, Jales e Votuporanga.

O evento de inauguração da usina contou com as presenças de Guilherme Susteras, sócio fundador da Sun Mobi, e de Marília Damião, gerente de Marketing e Inovação da GreenYellow.

Na ocasião, foi realizado um plantio de 50 mudas de árvores no local, com a participação de 50 alunos da Escola Estadual José Abrão Melhem. No dia anterior, os responsáveis pela usina fizeram doação de mesas e banquinhos feitos com os pallets reciclados da obra, num total de 60 conjuntos doados para o mesmo colégio.

Benefícios para consumidores

Com a inauguração, a nova usina fornecerá energia limpa e renovável para edificações de todos os portes, entre casas, apartamentos, imóveis alugados, comércios e indústrias. A proposta é garantir, sem investimento do consumidor, eletricidade verde e barata para clientes que não podem ou não pretendem instalar painéis solares nos locais, com foco especial em pequenos negócios, como restaurantes, padarias, condomínios e demais empresas de comércio e serviços, além de consumidores residenciais.

“Esse tipo de contrato de fornecimento de energia solar tem crescido exponencialmente no País, impulsionado pela ausência de necessidade de investimento num sistema próprio de geração de eletricidade no telhado ou num pequeno terreno, além da facilidade do processo de adesão”, explica Alexandre Bueno, sócio da Sun Mobi.

Os consumidores têm alívio na conta de luz por dois motivos: primeiro, fazem gestão ativa do seu consumo com os sensores e informações disponibilizadas pela Sun Mobi e, depois, pela não incidência das bandeiras tarifárias nas contas de energia dos clientes da empresa. “A combinação dos dois fatores pode dar uma economia significativa para nossos assinantes”, completa Bueno.

Parceria ganha-ganha

Para viabilizar o financiamento da usina, a Sun Mobi contou com uma parceria estratégica com a GreenYellow. Nesse modelo de negócio, a multinacional se responsabiliza pelo investimento e implantação da usina, bem como por todo o processo de operação e manutenção do ativo. “Esse modelo de contrato permite que cada empresa foque em suas atividades principais, criando uma verdadeira relação de ganha-ganha entre nós, a Sun Mobi e os consumidores finais, que se beneficiarão da energia produzida em nossa usina”, declara Marcelo Xavier, presidente da GreenYellow. Segundo Xavier, a usina gerou mais de 50 empregos diretos na região na fase de construção e evitará a emissão de 650 toneladas de CO2 anualmente.

“Estamos muito felizes com essa operação com a GreenYellow, e esperamos que seja a primeira de muitas. Com mais esse passo, reforçamos nossa posição de pioneirismo no estado de São Paulo, nos consolidando como a empresa que há mais tempo oferece esse tipo de solução para os pequenos e médios empresários paulistas”, explica Guilherme Susteras, sócio da Sun Mobi.

Leia Mais

Outras Notícias