quarta-feira, maio 22, 2024

Inclusão: 5.264 entregadores concluem o ensino médio com ajuda do iFood

Compartilhar

Em 2023, 5.264 entregadores e entregadoras cadastrados na plataforma do iFood passaram na prova do Encceja. O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos é a prova que dá o certificado de conclusão do ensino médio.

No ano passado, 14 mil se inscreveram para prestar o Encceja. Foi uma participação de peso: juntos, eles representaram 1,32% do número de inscritos, segundo o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Além disso, foi um recorde: o número de entregadores foi quase o triplo do registrado em 2022, na primeira edição do Meu Diploma do Ensino Médio. Esse programa, realizado em parceria com a Termine Seus Estudos, dá bolsas para o curso preparatório para o Encceja.

No final de dezembro, saiu o resultado da prova. E quem passou veio aqui contar ao iFood News qual é o sonho que pretende realizar agora que conseguiu terminar o ensino médio

Da moto para o curso de logística depois do Encceja

O Maicon Moreira Gonçalves, 33 anos, trabalha há cinco anos como entregador na plataforma do iFood e fez o Meu Diploma do Ensino Médio em 2023. “Fui assistindo as aulas no aplicativo com fé em Deus que ia passar. E foi o que aconteceu”, conta. “Quando recebi o resultado do Encceja, eu não sabia o que fazer, de tanta emoção. Foi inesquecível.”

Ele parou de estudar com 14 anos para ajudar a mãe a sustentar a casa. “Sempre tive vontade de terminar meus estudos. Esse diploma que eu vou pegar em breve vai abrir mais portas para mim, mais oportunidades de emprego e de melhorar de vida.”

Maicon sempre sonhou em trabalhar na área da saúde, mas o trabalho na moto abriu um outro campo de interesse para ele. “Gosto muito de logística, dessa organização das entregas. Então estou meio dividido.”

Ele tem tempo para pensar: depois de comprar sua casa própria, em São Paulo, Maicon está se organizando financeiramente para começar o novo curso. E super encoraja os colegas. “Acredite em você, vai pra cima dos seus sonhos que eles vão se realizar”, finaliza. “Eu sou prova disso.”

O diploma como inspiração para os filhos

O Matheus Ferreira da Silva, 28 anos, deixou a escola com 15 anos para ganhar a vida. “Cresci ouvindo que meus pais não terminaram os estudos, então isso acaba se tornando comum”, explica o entregador, que vive em São Paulo.

Só que, ao amadurecer e ter seus filhos, ele começou a se perguntar se os dois meninos também achariam normal não completar o ensino médio. “Fiquei com isso na cabeça, no exemplo que eu estaria dando para eles”, diz Matheus.

Ele procurou voltar aos estudos, mas não conseguia encaixá-los com o trabalho e o cuidado dos filhos. Até que ficou sabendo do Meu Diploma do Ensino Médio. “No começo de 2023, decidi que minha meta do ano seria terminar os estudos. Pela acessibilidade no aplicativo, foi fácil terminar. Ele ajuda a nos organizar pra estudar.”

Aprovado no Encceja, Matheus quer conhecer melhor as possibilidades em tecnologia. “Neste ano vou fazer o Potência Tech para saber se é isso o que eu quero. No ano que vem quero fazer faculdade”, revela. “Não é só por mim. É pelos meus filhos. Eu quero ser um exemplo, e que eles avancem além do que eu e meus pais fomos.”

Próximo passo: fazer Administração e ter seu próprio negócio

O Januário Aparecido Galvão, de São Paulo, parou de estudar ainda jovem, para trabalhar e ajudar a família. Por isso, quando viu no app do iFood a oportunidade de terminar o ensino médio, agarrou-a. 

Hoje ele é chefe de bar em um turno e entregador no iFood em outro. “Eu estava sempre tentando estudar, mas não conseguia terminar”, diz. “Agora não foi fácil, mas consegui. Naquela correria, né? Eu acordava bem cedo para estudar, a primeira coisa que eu fazia era assistir aos vídeos. Aproveitei tudo o que a plataforma me ofereceu, eu precisava dessa orientação.”

Ao receber o resultado do Encceja, ele fez festa, com direito a um pequeno rojão, como vemos no vídeo acima. “Até agora eu não acredito que eu passei. Foi tudo muito rápido. Eu achava que eu nunca ia conseguir terminar os estudos”, revela.

Em 2024, Januário quer estudar inglês e se manter aquecido para em 2025 fazer uma faculdade de administração. “Eu trabalho com bar, lidero equipes e quero ter essa formação para ter o meu próprio negócio”, explica. “Meus irmãos já trabalham na área de restaurantes, então já temos uma equipe formada. Só falta alguém para administrar.”

“Quero fazer nutrição para trabalhar com a minha esposa”

O mineiro André Fernandes, 49 anos, mora em Volta Redonda (RJ), onde trabalha com entregas há mais de 20 anos. Foi por volta dessa época que ele parou de estudar —mas não de desejar um dia voltar às aulas.

“A gente vive de sonhos. Se tem gente se formando com 60 anos, por que eu não posso?”, conta. “Eu vinha pensando nisso, mas não via a oportunidade. O que me motivou a fazer a prova foi a facilidade que o iFood me deu para eu me preparar.”

Em 2023, ele se inscreveu no Meu Diploma do Ensino Médio e deu uma acelerada nos estudos aos finais de semana. “Muito motoboy acha que não consegue fazer porque não tem tempo. É complicado, mas dá para chegar lá e dar um passo a mais na sua vida.”

Depois de passar no Encceja, o André quer prestar o Enem e fazer uma faculdade —de fisioterapia ou de nutrição. “Quero fazer nutrição para trabalhar com a minha esposa. Agora estou incentivando-a a terminar os estudos também”, diz. 

Leia Mais

Outras Notícias