quarta-feira, maio 22, 2024

O que você faz com o seu lixo eletrônico?

Compartilhar

Embora os programas de reciclagem efetivamente evitem que materiais como papel, vidro e alumínio cheguem aos aterros sanitários, existem desafios em outras áreas. Alguns mercados carecem de regulamentação para uma reciclagem eficaz, fazendo com que recursos valiosos acabem nestes aterros.

O lixo eletrônico é especialmente preocupante porque é o fluxo de resíduos que mais cresce no mundo. Existem atualmente mais de 347 milhões de toneladas métricas de lixo eletrônico não reciclado no planeta e, de acordo com a Statista, até 2030 a produção anual de lixo eletrônico pode atingir 75 milhões de toneladas. Embora muitos componentes dos dispositivos eletrônicos sejam recicláveis, a taxa de reciclagem do lixo eletrônico é relativamente baixa. Muitos mercados têm regulamentações limitadas ou inexistentes em relação a isto e, em alguns países, menos de 20% do lixo eletrônico é devidamente reciclado.

Riscos e desafios
O lixo eletrônico abrange todos os dispositivos eletrônicos descartados que atingiram o fim de sua vida útil. Esta categoria inclui itens como smartphones, computadores, televisões, monitores, impressoras e copiadoras que não funcionam mais, sofreram danos significativos ou se tornaram obsoletos a ponto de não poderem ser atualizados para compatibilidade com a tecnologia moderna.

Em nosso dia a dia, dependemos fortemente da eletrônica, seja utilizando laptop, smartphones ou tablets para diversas tarefas, e esses dispositivos eletrônicos eventualmente se desgastam ou se tornam obsoletos. Quando isso acontece, o que fazemos com eles? Surpreendentemente, muitas pessoas não têm certeza sobre o descarte adequado, que representa uma ameaça significativa ao meio ambiente, impactando a qualidade da terra, da água e do ar.

Aqui estão alguns outros fatores sobre este tema que precisam ser considerados:

Falta de consciência
Uma pesquisa realizada entre a Geração Z e Millennials revelou que 60% dos entrevistados dessas faixas etárias não estavam familiarizados com o conceito de lixo eletrônico, enquanto 57% não sabiam que esses eletrônicos descartados contribuem para a poluição ambiental. Isto reforça a necessidade urgente de uma maior sensibilização do público e de opções de reciclagem acessíveis para dispositivos eletrônicos.

Descarte inadequado
A reciclagem adequada de lixo eletrónico envolve o envio de dispositivos descartados para instalações especializadas capazes de desmontá-los para recuperar componentes reutilizáveis. Estas instalações também garantem a destruição segura dos dados nestes dispositivos antes de processá-los em grandes trituradores que os decompõem em materiais recicláveis, como metal, vidro e plástico.

Diferentes materiais são posteriormente separados com base na sua composição e posteriormente processados para reutilização. A reciclagem eficaz do lixo eletrônico pode recuperar matérias-primas valiosas como ouro, alumínio, prata, cobre e paládio, que podem ser usadas para fabricar novos produtos. No entanto, segundo a pesquisa “Lixo Eletrônico no Brasil”, 29% dos entrevistados sequer ouviram falar sobre os pontos PEVs (Pontos de Entrega Voluntária).

Reciclagem de equipamentos de TI e economia circular
A reciclagem de equipamentos de TI oferece uma solução promissora para o crescente problema do lixo eletrônico. Ao reciclar, podemos recuperar recursos valiosos e reduzir a necessidade de extração de recursos e o impacto ambiental associado a esta atividade. Além disso, a reciclagem responsável garante que os materiais perigosos sejam eliminados de forma segura, mitigando os danos ao ambiente e à saúde humana.

No centro da solução está o conceito de economia circular, um modelo econômico regenerativo concebido para minimizar o desperdício e maximizar a longevidade dos produtos e materiais. Uma economia circular promove os princípios de dispositivos criados para ter mais durabilidade e longevidade, incentivo à reutilização e renovação, descarte responsável e inovação em tecnologias de reciclagem, materiais sustentáveis e design de produtos.

Tudo isso promove uma cultura de melhoria contínua. A reciclagem de equipamentos de TI em uma economia circular não só conserva recursos valiosos, mas também oferece oportunidades econômicas significativas porque gera oportunidade de trabalho na coleta, renovação, reciclagem e inovação. Também pode apresentar crescimento interno e oportunidades de crescimento por meio de programas ESG das empresas. A adoção dos princípios da economia circular é a chave para enfrentar os desafios gerados pelo lixo eletrônico e, ao mesmo tempo, ampliar oportunidades econômicas e ambientais.

À medida que a tecnologia continua a avançar, é imperativo dar prioridade à gestão responsável do lixo eletrónico, projetar para a longevidade e promover a cultura de economia circular.

Paulo de Godoy, country manager da Pure Storage

Leia Mais

Outras Notícias