sexta-feira, maio 17, 2024

Programa AWS re-Start registra 72% de empregabilidade no setor da tecnologia no Brasil

Compartilhar

A edtech social Campinho Digital e a Amazon Web Service (AWS) registram 72% de empregabilidade no setor da tecnologia, no Brasil, por meio do Programa AWS re-Start desde 2020 – início da colaboração.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação (ABRAT), existe uma demanda média de 159 mil profissionais por ano, mas o Brasil só forma em torno de 53 mil pessoas na área por ano. E esse gap também é observado em outros países, que contratam brasileiros para preencher as vagas – o país é o quinto com mais profissionais contratados globalmente.

“Visando esse cenário, onde a Campinho Digital atua para preencher a lacuna por mão de obra qualificada exigida pelo setor da tecnologia, temos como objetivo profissionalizar jovens e adultos das comunidades brasileiras que buscam nesse mercado de trabalho uma primeira oportunidade ou mudança de emprego”, destaca Guilherme Estevão, Diretor de Alianças e Desenvolvimento Institucional da Campinho Digital.

Devido ao sucesso da parceria com a AWS nos últimos quatros anos, a edtech social registra nove turmas concluídas em computação na nuvem; mais de 500 pessoas formadas e interface entre os novos profissionais e RHs parceiros para impulsionar as contratações no setor. Sendo assim, a Campinho Digital pretende dobrar o impacto gerado em 2024, ou seja, a expectativa é formar mil profissionais neste ano.

“O principal indicador de sucesso para a Campinho Digital é a empregabilidade, e o programa AWS re/Start, que somos o primeiro parceiro de aplicação da AWS na Argentina e Brasil, é uma prova tangível desse compromisso. Com um olhar otimista para o futuro, planejamos dobrar nosso alcance no próximo ano, contando com a colaboração das empresas que entendem o poder de investir em jovens e adultos talentosos. Ao fazer isso, reforçamos nosso impacto positivo nas vidas de pessoas e nas indústrias de tecnologia na região “, finaliza Guilherme.

Entenda como funciona o programa AWS re/Start

O programa AWS re/Start faz parte dos esforços da empresa para treinar 29 milhões de pessoas até 2025. “A demanda do setor pela adoção da nuvem continua a superar o número de profissionais com capacitação e experiência, o que se torna um grande desafio para as organizações encontrarem e contratarem o talento necessário para implementar serviços em nuvem. O AWS re/Start, juntamente com o Campinho Digital, está ajudando a remover barreiras para que indivíduos de todas as origens possam adquirir habilidades para lançar carreiras de sucesso nessa área. Estamos empenhados em ajudar os clientes e parceiros da AWS a contratar com confiança a partir de um pipeline confiável de talentos em início de carreira”, comenta Tejas Vashi, líder global do AWS re/Start.

AWS re/Start é um programa de treinamento de 12 semanas, baseado em habilidades fundamentais de nuvem AWS e qualificações práticas de carreira, tais como: entrevista e redação de currículos, para ajudar os selecionados a se prepararem para atuar em posição, em nível básico, na carreira de tecnologia em nuvem. Por meio de exercícios baseados em cenários reais, contando com laboratórios e cursos, os alunos aprendem sobre Linux, Python, redes, segurança e habilidades de banco de dados relacional. O programa também prepara e cobre os custos dos participantes para que realizem o exame de certificação AWS Cloud Practitioner, validando suas habilidades em nuvem com uma credencial reconhecida pela indústria. Por fim, o AWS re/Start pode ajudar a preparar os alunos para funções de computação em nuvem em nível básico para operações, confiabilidade de site e apoio à infraestrutura

Leia Mais

Outras Notícias